Comércio varejista terminará 2017 em alta

Por Gabriel Moura

O comércio varejista de São Paulo terminará o ano com alta acima de 5%, após três anos de estagnação. Quem aponta o crescimento é a FecomercioSP, que avalia o fato como um sinal de recuperação econômica.

A receita do setor subiu 3,6% nos primeiros seis meses em relação ao mesmo período de 2016. Segundo a federação, esse aumento ocorre não apenas na Capital, mas ainda em todas as regiões do Estado, que hoje representa um terço do varejo nacional. A capital, que responde por 12% da receita do setor no país, teve um crescimento mais acelerado, de 4,8% no primeiro semestre.

Puxam a alta as concessionárias de veículos e lojas de eletrodomésticos, que voltaram a ampliar sua receita neste ano —em 6,5% e 4,7%, respectivamente. A expectativa é que os outros setores, incluindo o mercado de luxo e o próprio setor joalheiro, também se beneficiem. Segundo a Fecomercio, a venda de bens duráveis, associada à tomada de crédito, requer confiança do consumidor e esses segmentos elevam o ritmo de retomada econômica nos últimos meses.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado