Como tornar sua loja atrativa e aumentar as vendas

Por Débora Rodrigues

Investir no visual da sua loja é fundamental para que você sobreviva e se destaque diante dos concorrentes. E você sabe o que fazer para torná-la mais organizada e atrativa? A equipe de consultoria do Sebrae-SP dá alguns exemplos de como é possível melhorar as vendas sem a necessidade de grandes investimentos.

Vitrines e fachadas são responsáveis por até 75% de suas vendas, então não descuide delas. Na fachada, olhe com atenção para a cor, conservação, iluminação e principalmente para a vitrine, pois nela é preciso estar algo que chame a atenção e cause impacto de forma rápida. E elas devem refletir o mix de produtos de sua loja e o ideal é que seus produtos sejam trocados pelo menos a cada 15 dias. Escolher bem as cores, luminosos e letreiros ajudarão a atrair consumidores para dentro do comércio e vender.

Na vitrine, a iluminação deve ajudar a destacar suas joias. E dentro da loja, ela criará um ambiente convidativo para que seu cliente se sinta confortável e olhe todos os produtos em destaque. A iluminação adequada da loja ajuda nas vendas. Fique atento, ainda, as cores e como elas interagem com o seu ambiente. Iluminação fria deixa tudo mais claro. Já as cores quentes, amareladas, revelam melhor detalhes, cores e texturas.

Dentro da loja é preciso provocar o desejo de compra nesse cliente. Então, confira se existe uma exposição eficiente do produto, altura em que é colocado, ambiente aconchegante, limpo, arejado, fresco e bem iluminado e a forma como o cliente é atendido. Todo o ambiente deverá seduzi-lo. Em lojas de joias, por exemplo, há todo um conceito a ser trabalhado e destacado pela equipe de venda, que complementa todo o investimento no visual. O vendedor precisa agregar valor à peça ou então o cliente não compra, porque é um investimento alto.

Ainda no interior, cuide do mobiliário e fique atento para que os móveis não ocupem mais espaço do que deveriam: menos da metade do espaço do seu comércio, pois assim fica mais fácil visualizar os produtos e deixar os clientes circularem, sem deixar a impressão de loja apertada e desconfortável.

O Sebrae fez um levantamento com dez mil lojistas, que foram ensinados a colocar em prática estes conceitos. Só mexendo na entrada da loja, os participantes relataram que as vendas aumentaram entre 20 e 25%.

Orientação
O Sebrae oferece um diagnóstico do que pode ser mudado no aspecto visual do comércio, tornando-o mais atrativo. O Programa Comércio Varejista desenvolveu ferramentas oferecidas gratuitamente aos comerciantes, como o Inova Loja Álbum. O foco do trabalho são micro e pequenas empresas dos mais diversos segmentos: roupas, calçados, móveis e decoração, farmácias, mercearias, autopeças, casas de material de construção e até joias. Além do tema visual merchandising, os empresários, em outras fases do programa, recebem orientações sobre relacionamento com o cliente, controle financeiro e tecnologia da informação.



Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado