Diamante, o rei das gemas

Da Redação

Considerado o rei das gemas, o diamante é composto de puro carbono cristalizado (fórmula química C), sendo o mais duro material encontrado na natureza. É muito resistente (10 na escala de Mohs), não podendo ser riscado por nenhum outro mineral, exceto o próprio diamante.

Eternidade cristalizada
Do grego Adamas, seu nome significa inconquistável e indomável. Suas simbologias despertam encantamento nos clientes que, quando bem informados durante o atendimento na loja, podem, por si só, atribuir outros valores à joia, desassociando seu preço às matérias-primas.

Você sabia que o diamante…

  • é a pedra do mês de abril e a do 60º aniversário de casamento na nova tabela brasileira de bodas?
  • de mistério fascinante e brilho único, foi comparado a Vênus, Estrela da Manhã e Deusa do Amor, tornando-se o eterno símbolo do amor?
  • que no Brasil, a associação do diamante como representação do amor também origina da lenda das lágrimas de Portira, que foram derramadas pela morte de sua marido, o índio Itagibá, e se misturaram à areia do rio. Seu profundo sofrimento impressionou o Deus Tupã e para que todos se lembrassem do grande amor de Portira, ele transformou as lágrimas da índia em diamantes.
  • é tido como a gema da reconciliação e, segundo a tradição ocidental, pode tornar as pessoas invisíveis e afastar as energias negativas?
  • não é detectado em exames de raio-X (diferentemente das outras gemas) e apenas 20% das unidades extraídas têm qualidade para uso joalheiro?

Compromisso
Em 1477, o arquiduque Maximiliano da Áustria deu um anel de diamante para Mary de Burgundy, com quem se casaria. Iniciando, assim, a tradição dos anéis de diamante nos noivados.

Leia também Diamante: cinco importantes curiosidades históricas

1 comentário

Comentar

Seu email não será publicado