Diamantes é o novo ouro para investidores

Cláudia Santana

Os diamantes estão sendo cobiçados pelos investidores mais poderosos do mundo e isso não tem nada a ver com a beleza da gema. A pedra, que é semelhante ao ouro em durabilidade, autenticidade e fascínio, agora tem sido vista como um valioso ativo financeiro.

A Singapore Diamond Investment Exchange (SDIX) lançou no início deste mês um produto que permite negociar de forma padronizada pedras preciosas e que pretende ser um dos refúgios mais procurados dos riscos globais. O produto, chamado Diamond Bullion, pretende eliminar um dos maiores entraves da negociação de pedras preciosas: a subjetividade do seu valor.

De acordo com a SDIX, a novidade consiste numa coleção de diamantes que é armazenada em um dispositivo do tamanho de cartão de crédito. O produto contém um chip que permite uma avaliação imediata com base na negociação cambial e autenticação instantânea.

No entanto, essa não é a primeira vez que investidores voltam seus olhos para a pedra em busca de um substituto para a segurança do ouro. Na década de 80, durante o choque do petróleo, o mercado tentou adotar a pedra como um commodity, fazendo da gema um sinônimo de segurança em períodos de crise financeira. Agora, com esse lançamento, o mercado da mais um passo na direção desse desejo.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado