Inovadores discutirão soluções para o mercado de joias

Participantes tentarão resolver os problemas da indústria de diamantes

Por Débora Rodrigues

Uma “maratona” de diamantes, a primeira realizada mundialmente, acontecerá entre 4 e 6 de maio na Antuérpia, Bélgica. Chamada de Hack4Diamonds pela porta-voz da Antwerp World Diamond Centre, Karen Rentmeesters, a hackatona será um pouco diferente do padrão. Em vez de criar aplicativos, os participantes juntarão seus cérebros para resolver os problemas da indústria de diamantes.

“Não é realmente focado em tecnologia, é mais sobre Marketing e pessoas que se concentram nessa área”, diz Rentmeesters. “Outro termo é ‘Innovation Track’. Você reúne pessoas que fazem parte de uma indústria”. São esperadas cerca de cem participantes, incluindo 30 “coaches” e inovadores do setor, como Everledger e Boston Consulting Group, que estão trabalhando no projeto blockchain, da De Beers. O evento também espera atrair jovens no negócio, bem como pessoas que gostam de frequentar hackathons. “Há pessoas que fazem isso apenas por diversão”, diz Karen. “Eles estão interessados em novas tecnologias e em seu desenvolvimento.”

E a programação está definida. Dentre os temas que o hackathon abordará estão o cultivo de diamantes em laboratório, os valores do setor, adaptação à cadeia de suprimentos, entre outros. A esperança é que a união entre a indústria e o setor de tecnologia traga benefício para ambos. “O que geralmente sai de um hackathon é que você tem um pouco mais do que uma ideia básica”, diz Rentmeesters. “Você tem um conceito, talvez um plano de negócios, e pode dar o pontapé inicial nessa ideia. O objetivo é chegar a algo tangível.”

A AWDC dará prêmios para o melhor “hack” da indústria. Entre os prêmios estão 3.000 euros em dinheiro e diamantes. “O objetivo mais amplo é iniciar um movimento”, diz Rentmeesters. “Queremos iniciar um caminho de inovação regular nesta indústria”.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado