O uso inadequado dos diminutivos na joalheria

A equipe de vendas deve abolir termos pejorativos como ‘brinquinhos’, ‘pulseirinhas’, ‘correntinhas’ quando se referem à uma joia de ouro

Por Erica Mendes

Sabe aquela frase ‘você está tão bonitinho hoje’ que, na verdade, quer dizer ‘você não está bonito’, quase um ‘feio arrumadinho’?  Pois é, o uso do diminutivo, muitas vezes, pode ter conotação pejorativa, inclusive, alguns dicionários já trazem, além da raiz, da etimologia e do significado da palavra, a sua aplicação em expressões populares. Isso implica em dizer que ‘um brinquinho’ pode não ser entendido, por exemplo, como um valioso brinco de ouro 18k de tamanho pequeno.

O fato é que durante a venda, toda e qualquer palavra ou expressão que possa ter uma conotação diferente do que realmente é deve ser totalmente abolida, como é o caso de diminutivos.

A comunicação correta com o cliente é o caminho do sucesso em vendas e isto não é diferente para quem comercializa joias. O vendedor deve escolher, cuidadosamente, o conteúdo de suas argumentações e a forma como as ideias são apresentadas, pois pequenos detalhes podem fazer uma enorme diferença.

Em uma joalheria, o uso inadequado de ‘pulseirinha’, ‘correntinha’, ‘brinquinho’, denota a ideia de pouco valor, de inferioridade. Quando um vendedor diz ‘vou lhe mostrar um brinquinho que acabou de chegar’, o cliente pode se sentir inferiorizado, pois ele não quer um ‘brinquinho qualquer’, mas sim ‘um brinco de ouro 18k’, independentemente do tamanho ou do valor.

As joias são, muitas vezes, objetos pequenos, e mesmo assim, bastante valiosos. Elas são confeccionadas com metais nobres e gemas preciosas, ou seja, suas matérias-primas, por si só, já despertam um certo fascínio. Portanto, não importa o valor da joia, para o cliente é ouro, é precioso e tem valor. Assim, quando o cliente pedir para ver um ‘anelzinho’, o vendedor apresenta um ‘anel delicado’. Se o interesse for por um ‘brinquinho’, ele oferece ‘ brincos infantis’, ou ainda, se o pedido for para ver as ‘correntinhas’, ele mostra as ‘correntes leves’.

O diminutivo expressado pelo cliente tem outro significado

Quando o cliente entra na joalheria e usa palavras no diminutivo, ele está, na verdade, tentando dizer que quer gastar pouco. Cabe ao vendedor entender esta maneira de comunicação e valorizar o ato da compra da joia.



Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado