Pantone aponta para o Ultravioleta como a Cor do Ano de 2018

Por Sandra Halliday

O gigante das cores, Pantone, revelou sua mais nova previsão de cor para o próximo ano: o Ultravioleta (Pantone 18-3838).

A cor parece ser uma forte escolha, pois suas variações foram vistas em importantes coleções das últimas temporadas. Esta é mais uma aposta da empresa, que tem sugerido uma série de cores como tendências nos últimos anos.

A Pantone disse que a cor púrpura com fundo azul é “uma cor dramaticamente provocativa e pensativa, que comunica originalidade, engenhosidade e pensamento visionário que nos direciona para o futuro”.

O setor de previsão de tendências também está apostando em variações da cor, que vão do púrpura azulado, lilás, ao lavanda, tons que marcaram forte presença nos desfiles de primavera-verão 2018, embora como se tratava de verão, as tonalidades eram mais pastéis do que escuras.

Mas por que a equipe de previsão da Pantone está apoiando o ultravioleta em particular? A empresa disse que “os roxos enigmáticos, complexos e contemplativos” ha tempos simbolizam a contracultura, a não-convencionalidade e o brilho artístico” e que “matizada e cheia de emoção, a profundidade da cor simboliza experimentação e não-conformidade, estimulando os indivíduos a imaginar sua marca no mundo, e ultrapassar limites através da criatividade”.

A empresa também disse que, historicamente, tem havido uma “qualidade mística ou espiritual associada ao ultravioleta” e a cor é “freqüentemente associada a práticas de mindfulness, que oferecem um plano mais elevado para aqueles que buscam um refúgio do mundo superestimulado de hoje. O uso de iluminação em tons roxos em espaços de meditação e outros lugares de encontro energiza as comunidades que ali se reúnem e inspira conexão”.

Em suma, uma sociedade estressada que procura um refúgio tranquilo, mas não quer nada muito clássico, está totalmente pronta para ultravioleta.

“À medida que os indivíduos do mundo todo ficam mais fascinados com a cor e percebem sua capacidade de transmitir mensagens e significados profundos, designers e marcas devem se sentir capacitados para usar a cor para inspirar e influenciar”, disse Laurie Pressman, vice-presidente do Pantone Color Institute.

E eles certamente parecem estar empenhados em atuar nas calls to action da Pantone, pois o Pantone Color Insitute tem um forte histórico de acertos na previsão de cores que atingiram o mainstream nas categorias de moda, beleza e interiores.

O Verde Greenery leve e brilhante escolhido para 2017 foi uma forte tendência, depois de ter sido visto em tons mais claros nas coleções de primavera-verão 2017 da Balenciaga, Louis Vuitton e Versace, e em tons levemente mais escuros na Rochas, Balmain e Sonia Rykiel. A cor também atingiu o mercado de massa, que explorou uma grande variedade de verdes nas coleções outono-inverno 2017.

Enquanto isso, a previsão do Rosa Quartzo e Serenity de 2016 fez com que os tons rosa pálido e o azul estivessem em toda parte. O rosa, em especial, continua sendo visto em ítens de moda e beleza sob o nome Millennial Pink.

Fonte: Fashion Network



Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado