Tiffany vê vendas crescerem durante temporada de férias

Por Gabriel Moura

As vendas da Tiffany & Co subiram 8% desde o início da temporada de férias e registrou uma forte melhora na demanda dos EUA e uma recuperação nos mercados asiáticos, informou a marca de luxo. As vendas do grupo cresceram para US $ 1,05 bilhão em novembro e dezembro, com vendas de lojas comparáveis – as de agências abertas pelo menos um ano – aumentando 5%.

O crescimento foi registrado em todas as regiões e categorias de produtos, tanto na loja quanto em linhas específicas, observou Tiffany. Nas Américas houve um salto de vendas de 7% chegando aos US $ 516 milhões, com vendas comparáveis de até 6%, principalmente devido ao aumento nos gastos com clientes locais. Na região Ásia-Pacífico, as vendas elevaram-se 16% passando para US $ 232 milhões, com vendas de lojas comparáveis crescendo 7%, impulsionadas por melhorias na China continental, Hong Kong e Coréia. As vendas europeias subiram 14% para US $ 136 milhões.

O crescimento foi mais forte em joias finas, solitários e de moda, enquanto as vendas de anéis de noivado e alianças de casamento apresentaram aumentos menores, relatou o varejista baseado em Nova York. Os resultados marcam uma reviravolta para a Tiffany, que sofreu um declínio de 4% nas vendas de férias nas Américas no ano passado.

Desde então, a empresa contratou um novo CEO e lançou uma campanha de marketing com Lady Gaga, com o objetivo de tornar a marca mais atrativa para a geração dos milênios. Outra tática foi abrir um café na loja para permitir aos visitantes tomar café da manhã na Tiffany’s, criar lojas de joias em locais diferenciados e introduzir uma linha de acessórios que inclui itens cotidianos.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado