Como avaliar e tirar melhor proveito dos influenciadores

Por Juliana Bianchi

Em alguns segmentos e mercados, trabalhar com influenciadores, ou KOLs (key opinion leaders), se tornou mais importante do que investir em cantores, atrizes ou modelos. Para tirar melhor proveito dessas parcerias, o South China Morning Post trouxe algumas dicas:

  • Capitalize a parceria por meio de colaborações, não anúncios.
  • Não aposte todas as fichas em um único influenciador, ainda que ele tenha centenas de milhares de seguidores. Dividir o bolo entre pequenos micro-influenciadores pode trazer mais conversões.
  • Cuidado com as tendências e ondas. O que, ou quem, está em alta agora, pode não estar mais em poucos minutos.
  • O excesso de influencers sendo pagos por marcas começa a gerar desconforto e desconfiança no consumidor. Ponto para os blogueiros genuínos, que seguem entregando conteúdo de qualidade sem qualquer relação comercial por trás. O mundo pode dar voltas.
  • Procure parceiros que realmente tenham afinidade com a sua marca e público. Jovens talentos locais ou pessoas com histórias e personalidades inspiradoras que estejam ligadas à sua cadeia produtiva podem ser boas apostas.

O Business of Fashion ainda publicou outros dois artigos interessantes sobre como avaliar a parceria com influenciadores e como trabalhar melhor com micro-influenciadores.

Fonte: Angela Klinke Report

 

Veja também:
Os custos e os benefícios de manter um influenciador para sua marca

O poder da marca nas mãos dos influenciadores

Pesquisa separa fama e influência

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado