6 novas joias para as estantes de livros

WWD faz uma seleção de novas publicações para quem é amante ou profissional do universo joalheiro

Por Erica Mendes

O WWD (Women’s Wear Daily), jornal americano que é sinônimo de credibilidade quando o assunto é moda – para especialistas, inclusive, ele é considerado ‘a bíblia da moda’ -, acaba de divulgar uma lista de 6 novos livros que todo amante de joias ou profissional do setor deve ler e ter em sua estante.

Alguns acabaram de ser lançados, outros estão em pré-venda com lançamento agendado para o início de 2022, e abordam questionamentos diversos. Desde ‘como capturar a alma da joalheria?’ até ‘como imortalizar a beleza efêmera das borboletas?’ e ‘por que o desenho é a parte mais importante de uma joia?’, as novas publicações trazem à cena uma joalheria muito além de suas brilhantes histórias e excepcionais criadores.

Veja as recomendações e aproveite o final do ano para colocar em dia a leitura.

1. Winged Beauty – The Butterfly Jewelry Art of Wallace Chan

Ficha técnica: lançado em setembro de 2021, idioma inglês, 240 páginas, publicado por ACC Art Books.

“Uma pergunta permanece depois que a borboleta voa para longe: uma vez que ela se vai, suas frágeis asas podem se tornar eternas de outra forma que não em nossa memória?” Esta questão, articulada pela historiadora joalheira Vanessa Cron, é central para o trabalho do consagrado joalheiro chinês Wallace Chan, que ficou conhecido como “O Homem Borboleta da China”, na primeira vez que compareceu à Baselworld. Nessa obra, dedicada a 50 de suas borboletas coloridas, é evidente que a poderosa mística dessas joias reside tanto no design quanto nos materiais e técnicas usados para trazê-las para a vida. Uma porcelana patenteada considerada cinco vezes mais resistente do que o aço; a lapidação Wallace, uma técnica usada para esculpir imagens tridimensionais em pedras preciosas; e as técnicas criadas por Chan para conseguir um efeito de coloração em titânio são as estrelas deste livro, além do significado cultural e pessoal das borboletas que o autor vê como ‘cores vivas’ desde criança.

2. Diamonds: Diamond Stories

Ficha técnica: lançado em outubro de 2021, idioma inglês, 260 páginas, publicado por Assouline

Como o próprio título anuncia, os diamantes são as verdadeiras estrelas deste livro, editado pela Assouline em colaboração com o Natural Diamond Council (NDC), organização que representa os produtores de diamantes naturais. Como símbolo universal de luxo e riqueza, ‘Diamonds’ celebra o uso desta pedra preciosa como uma indulgência diária. “Hoje, o diamante é uma joia do dia a dia que celebra todos os momentos da vida, e a própria vida, principalmente, depois da pandemia. É isso que queremos celebrar por meio do livro”, disse a diretora da NDC na França, Mina El Hadraoui. Como se costuma dizer “as tendências vêm e vão, mas os diamantes são para sempre”, o livro lança luz sobre a rica história de algumas das joias mais famosas e preciosas do mundo, desde o diamante Beau Sancy de 34,98 quilates da Índia com sua história surpreendente de 400 anos até o glorioso diamante Lua de Baroda de 24,04 quilates que surpreendeu por sua aparição em volta do pescoço de Marilyn Monroe no filme de sucesso Gentlemen Prefer Blondes. Além disto, traz notas sobre casas históricas, diamantes de época, fatos notáveis de designers de joias e uma infinidade de momentos no tapete vermelho. Se tem algo que se possa falar sobre esse livro é que ele faz faz questão de adicionar um pouco de brilho a si mesmo, seja qual for a ocasião.

3. The Soul of Jewelry

Ficha técnica: lançado em novembro de 2021, idioma inglês, 256 páginas, publicado por Flammarion

Editado em colaboração com a maison Chaumet, este livro oferece uma visão inédita do mundo da joalheria. Convocando especialistas de diversas disciplinas criativas e intelectuais – artista, compositor, botânico, perfumista, romancista, filósofo…. – ‘The Soul of Jewelry’ examina as joias em todas as suas diferentes facetas, da antropologia à filosofia e à arte. O perfumista Frédéric Malle, por exemplo, compara joias a perfumes por sua capacidade de transformar “a pele receptiva em um objeto sensual”. Já o filósofo italiano Emanuele Coccia diz “o ego nada mais é do que a forma mais antiga de joalheria”. Há até um conto, escrito pela romancista francesa contemporânea Caroline Martinez, que segue dois jovens amantes pela paisagem congelada da Sibéria enquanto a mudança climática altera para sempre seu relacionamento. Acompanhada por imagens e desenhos históricos e contemporâneos da joalheria francesa Chaumet e fotografias de Simone Cavadini e Julia Hetta, que oferecem novas perspectivas sobre a joia, essa abordagem caleidoscópica do livro traz um sentido inovador aos adornos que despertam desejo, sonhos e fascínio.

4. Buccellati — A Century of Timeless Beauty

Ficha técnica: pré-venda, com lançamento previsto para janeiro de 2022, idioma inglês, 294 páginas, publicado por Assouline

De acordo com a Buccellati, existem segredos incalculáveis sobre a brilhante carreira de Mario Buccellati, desde sua intuição de estabelecer uma joalheria homônima em Milão após a Primeira Guerra Mundial, até sua produtiva correspondência com o poeta, político e patriota italiano Gabriele d’Annunzio. Foi ele quem fez com que o jovem joalheiro ultrapassasse os limites e surgisse com objetos e joias inesperados, apresentando uma identidade estilística singular. Essa e muitas outras histórias são destaque em ‘Buccellati – A Century of Timeless Beauty’, um livro dedicado aos mais de 100 anos de história do joalheiro milanês. A curadora Alba Cappellieri lembrou que a joalheria conseguiu cristalizar os valores italianos de beleza, atemporalidade e eternidade, ao mesmo tempo em que está em sintonia com os tempos. “Estou convencida de que mesmo as joias de luxo, embora aspirem a se tornar atemporais, podem ser ao mesmo tempo uma representação madura e verdadeira dos tempos atuais”, disse ela.

5. Le Bijou Dessiné – Designing Jewels

Ficha técnica: pré-venda, com lançamento previsto para janeiro de 2022, idiomas francês e inglês, 192 páginas, publicado Norma.

Atrás de cada tesouro cintilante que atravessa o tempo está um tesouro frágil: seu desenho. Uma parte essencial – mas frequentemente esquecida – do processo de design, o desenho em escala real de uma peça é mais do que a impressão de um artista em uma joia. É uma referência para as diferentes profissões que irão dar origem a cada peça e, como tal, requer algumas aptidões e conhecimentos técnicos para conceituar corretamente um projeto com lápis e pincéis. Os autores Michaël Decrossas e Stéphanie Desvaux observaram a importância dos desenhos de joalheria como documentos históricos que “fornecem, em primeiro lugar, um relato insubstituível de desenhos anteriores, tanto aqueles que foram conservados quanto aqueles que se foram, desenhos que foram executados, bem como aqueles apenas imaginado”, por muitas razões, incluindo a consciência do desenhista das impossibilidades técnicas. Mais de 100 esboços que datam de 1455 até a era contemporânea são apresentados neste livro bilíngue – um companheiro para a exposição que será exibida em Paris até 14 de fevereiro de 2022, na Ecole des Arts Joaillers de Van Cleef & Arpels – contando a história por trás da joalheria. De estudos não assinados que datam da primeira metade do século 17 a ilustrações tiradas dos mais renomados ateliês, ‘Le Bijou Dessiné – Designing Jewels’ mostra a arte de um gênero considerado até recentemente como um subproduto puramente funcional do design de joias.

6. Sixième Sens par Cartier — High Jewelry and Precious Objects

Ficha técnica: pré-venda, com lançamento previsto para fevereiro de 2022, 256 páginas, publicado pela Flammarion

Em ‘Sixième Sens par Cartier – High Jewelry and Precious Objects’, o autor François Chaille tece uma narrativa em torno do design emocional da nova coleção de alta joalheria da Cartier, titulada Sexto Sentido, conectando elementos tão ecléticos quanto uma tapeçaria renascentista de uma mulher e seu baú de joias e a diva mexicana Maria Felix com uma imagem de uma formação de pedra. As peças enaltecem a criação sensual e sensorial. A vibração da lendária Tutti Frutti explora a vitalidade da flora por meio do acúmulo abundante de cores e joias lapidadas na forma de flores ou bagas tentadoras. O jogo de texturas torna o fascínio do toque irresistível, e os efeitos óticos marcantes de joias lapidadas com maestria entram no olhar. Entre sensações e sentimentos, o sexto sentido também evoca a intuição, o instinto animal caro à fauna emblemática de Cartier, a pantera e a pele gráfica dos felinos. Com fotos em close e ilustrações a guache de cada peça, o livro serve como um primeiro passo para o mundo do design da Cartier, ao mesmo tempo que fornece para aqueles que já estão familiarizados com sua história muito material para mergulhar no universo do joalheiro francês.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado