A demanda mundial por joias de ouro subiu no segundo trimestre

Crescimento foi puxado por casamentos e noivados

Gabriel Moura

A demanda mundial por joias de ouro subiu mundialmente no segundo trimestre, ajudada pelos Estados Unidos e pelo Oriente Médio, enquanto o aumento dos preços reduziu a demanda em outros lugares, afirmou o World Gold Council. O órgão atribuiu o crescimento a dois fatores : um número maior de casamentos e noivados e os preços locais do ouro decrescendo em relação aos níveis observados em fevereiro e março.

De acordo com seu último relatório Gold Demand Trends,  as demandas por joias de ouro atingiram 531,7 toneladas no período, apresentando um aumento de 2% em relação ao ano anterior. No primeiro semestre do ano, foram 1.061,9 toneladas, um aumento de 1% em relação às 1.048,2 toneladas do ano passado.

Os EUA registraram seu décimo trimestre consecutivo de crescimento na demanda de joias de ouro no segundo trimestre. E no Oriente Médio vários mercados ajudaram nos números crescentes. O Egito apresentou um aumento de 8% em meio à contínua melhora em sua economia.

Outro dado global é que essa demanda total por ouro, tanto para jóias quanto para outros usos, totalizou 1.123 toneladas no segundo trimestre, um aumento de 8% em relação ao ano anterior.

A produção mundial de minas cresceu 2% ano a ano no segundo trimestre, atingindo 882,6 toneladas. Este é um nível recorde de produção global para um segundo trimestre, disse o WGC, e segue um recorde no primeiro trimestre de 847,5 toneladas.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado