De Beers se posiciona frente ao movimento Black Lives Matter

Conglomerado declarou apoio a derrubada da estátua do fundador do Reino Unido

Por Caroline Sanches

Num momento em que os consumidores cobram transparência das marcas, se posicionar politicamente importa. A De Beers sabe disso e saiu em apoio ao movimento Black Lives Matter. O conglomerado se manifestou publicamente a favor dos manifestantes que foram às ruas no Reino Unido e derrubaram a estátua do fundador Edward Colston, escravocrata britânico.

Em um comunicado à imprensa, a empresa declarou que rejeita o que Cecil Rhodes representa. “Embora não possamos reescrever essa história, podemos assumir a responsabilidade da história de construir um legado melhor.”

A empresa disse também que há décadas trabalha para construir um legado positivo que traga benefícios tangíveis e duradouros para as comunidades nas quais ela atua, em referência ao continente Africano, onde possui negócios.

Colston era um alto funcionário da Royal African Company no final do século XVII, que enviou centenas de milhares de pessoas da África Ocidental à escravidão na América do Norte e Caribe. A destruição de sua estátua provocou a condenação do governo britânico, mas reacendeu reivindicações em todo o país para que se retirem outros monumentos históricos controversos.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado