E-commerce brasileiro deve crescer 26% em 2021

Relatório Ebit | Nielsen revela dados animadores para lojistas

Fonte: Agência Conecto

Imagem: Unsplash

Segundo a projeção da plataforma Ebit|Nielsen, as vendas do e-commerce no Brasil em 2021 devem crescer 26% e atingir um faturamento de R$ 110 bilhões, mantendo força do setor e indicando uma consolidação das lojas e dos marketplaces.

Os dados mostram que o desempenho do e-commerce no ano que vem será impulsionado pelo crescimento do número de consumidores, consolidação dos e-commerces locais, fortalecimento dos marketplaces e maturidade logística do setor para agilizar a eficiência operacional.

A pesquisa, realizada no quatro trimestre com consumidores que compram on-line, indica que 95% dos participantes pretendem continuar comprando desta maneira.

Por conta da pandemia e do confinamento, muitos consumidores entraram no mundo das compras digitais e acabaram se adaptando. Além da facilidade e agilidade de fazer as compras diretamente de casa pelo smartphone.

No entanto, o resultado de 2021 será́ limitado pela retomada mais gradual da economia, expectativa de aumento da taxa básica de juros e inflação mais alta, ficando abaixo do previsto para este ano, de crescimento de 38% sobre 2019.

De acordo com o boletim Focus do Banco Central, os principais agentes do mercado financeiro esperam que a atividade econômica se expanda em 3% em 2021, ainda não sendo capaz de retomar a queda deste ano, de cerca de 5%, assim como uma alta nos preços.

De acordo com os números da Ebit|Nielsen, o resultado de 2021 virá acompanhado de um incremento de 16% no número de pedidos, para 225 milhões, e uma expansão de 9% no valor médio das vendas, para R$ 490.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado