Iniciativa Feminina Cartier de 2019 mantém inscrições abertas até agosto

A Cartier Women´s Iniciative Award tem apoiado empresárias de todo o mundo a conquistar seus sonhos por meio de capacitação

Por Débora Rodrigues

As vencedoras da edição 2018 da Cartier Women’s Initiative (Foto: Divulgação)

Mulheres de todo o mundo estão convidadas a participar dos Prêmios da Iniciativa Feminina Cartier de 2019. As inscrições vão até o fim de agosto. A proposta é ajudar a capacitar mais empreendedoras para perseguir seus sonhos e desenvolver projetos que traga melhorias significativas para algum setor. 

A Cartier Women´s Iniciative Award tem apoiado empresárias de todo o mundo a conquistar seus sonhos por meio de capacitação. Desde 2006, quando foi criado, o projeto ajudou 198 mulheres empresárias a colocarem seu sonho em prática. A Insead, escola de pós-graduação em negócios,tem apoiado a iniciativa da Cartier desde sua criação. “O empreendedorismo é muito importante. É uma maneira de inovar”, explicou Ilian Mihov, reitor do Insead. “Empreendedores mudam os modelos de negócios e dão origem a novos designs de produtos.” Essa mentalidade, juntamente com a missão da Cartier de impulsionar mudanças e acelerar o crescimento do empreendedorismo feminino em todo o mundo, dão suporte ao prêmio. 

A cada ano, 21 finalistas representando sete regiões (América Latina, América do Norte, Europa, África Subsaariana, Oriente Médio e Norte da África, Extremo Oriente, Ásia e Sudeste Asiático) são selecionadas durante a primeira rodada da competição. Estas são convidadas a participar da semana de premiação onde acontece a segunda rodada da competição. Após a avaliação final do júri, sete selecionadas, uma de cada região, são premiadas. 

Os projetos podem abranger setores variados, dentre eles saúde, meio ambiente, educação, cultura, eletrônica e tecnologia. Ilian Mihov diz que embora o número de mulheres empresárias tenha aumentado nos últimos anos, elas ainda são significativamente menos do que os homens. “Se você sair de economias avançadas, essa rede é praticamente inexistente. Então, o que queremos fazer é ajudar a criar essa rede para as mulheres”, revelou ele. 

“Quando criamos os prêmios há mais de uma década, nosso objetivo era apoiar as iniciativas das mulheres e construir uma rede para ajudar suas ideias a crescer. Hoje, esse ecossistema vibrante reúne centenas de pessoas em todo o mundo, cuja generosidade e compromisso são uma inspiração para todos nós”, avaliou Cyrille Vigneron, presidente e CEO da Cartier.  

A organização fez parceria com a TED, uma organização sem fins lucrativos dedicada a disseminar ideias, e conta com discussões e apresentações de palestrantes do TED nas finais. Além das sessões de coaching, os vencedores recebem prêmios em dinheiro e têm acesso a uma rede global de outros empreendedores, em um curso sobre o Programa de Empreendedorismo Social do INSEAD. Os seis premiados são estimulados a financiar suas ideias de negócios. 

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado