Joias de designer radicado em Brasília serão expostas em Nova York

As joias desenvolvidas por Antonio Henrique são queridinhas das brasilienses. Entre os dias 7 e 13 de abril, peças do designer serão expostas em Nova York, na One Art Space Gallery. Ele participará da Collect Brazilian Jewelry, mostra focada em itens autorais. Para a ocasião, o artista fez uma seleção especial que inclui seis acessórios de diferentes coleções.

Vem comigo!

Por: Ilca Maria Estevão / Metrópole

DIVULGAÇÃO/ANTONIO HENRIQUE

O goiano radicado em Brasília prioriza a proporção e a geometria das joias. Como inspiração, usa a arquitetura da capital e elementos da natureza, além de suas viagens e o contato com outras culturas.

Na apresentação internacional, a curadoria misturou joias de diferentes coleções de Antonio Henrique. “Escolhi pelo grau de originalidade. Elas são impactantes e de difícil execução, especificamente lapidadas”, explica. “Inclui peças que têm coco, com brilhantes, porque isso é uma característica bem específica do Brasil”, completa.

A peça-piloto será a pulseira Mabe, que remete a uma pintura do artista japonês Manabu Mabe. O acessório é feito em ouro branco e ródio negro, com turmalina melancia e brilhantes.

Além da pulseira, serão expostos dois anéis, dois brincos e um pingente. Os itens foram baseados no conceito de “pedras dentro de pedras”, que trabalha com níveis de profundidade. Todos estarão à venda: os preços variam de R$ 8 mil a R$ 36 mil.

Confira:

Divulgação/Antonio Henrique Pulseira Mabe, feita em ágata negra, lâmina de turmalina melancia, brilhantes brown e esmeraldas

 

Divulgação/Antonio Henrique Pin this!
Anel de esmeralda com diamantes negros e brancos

 

Divulgação/Antonio Henrique
Brinco de coco com turquesa, cabochon de esmeralda e diamante negro

 

Divulgação/Antonio Henrique
Brinco de pérola com turquesa, turmalina rosa, esmeraldas e diamante negro

 

Divulgação/Antonio Henrique
Pingente Caveira de obsidiana negra, com brilhantes brown, rubis e esmeraldas

 

Divulgação/Antonio Henrique
Anel Madeira Petrificada, feito em ouro amarelo, com brilhante carré e madeira fossilizada

Sobre ele

Antonio Henrique passou a infância em contato com o trabalho da mãe, a joalheira Mirian Paiva. Foi assim que ele criou uma relação instintiva com as pedras e as composições. Formou-se em artes e também fez curso técnico em joalheira na Holanda, onde morou por 15 anos.

Em 2008, mudou-se para Brasília e construiu uma carreira sólida. Atualmente, desenvolve peças autênticas e atemporais.

Alan Santos/Divulgação
Antonio Henrique conquistou o público brasiliense com joias autorais cheias de personalidade

Colaborou Rebeca Ligabue

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado