Pandora perde 3,2 milhões de euros devido ao impacto do coronavírus

Resultado negativo acontece após reorganização estratégica da empresa

Por Gabriel Moura

A Pandora registrou uma perda líquida de 3,2 milhões de euros no primeiro trimestre de 2020, em comparação com os lucros de 106,8 milhões de euros registrados no mesmo período do ano.

A empresa explicou que a pandemia do COVID-19 teve um impacto negativo “considerável” no desempenho financeiro no primeiro trimestre, uma vez que afetou a China pela primeira vez e depois se espalhou para outros mercados-chave da empresa durante o mês de março.

Em comunicado, a Pandora divulgou que as vendas na última semana do trimestre caíram 70% devido ao fechamento obrigatório de lojas em alguns países. Esse número vem melhorando um pouco e, no final de abril, ficou em torno de 55%.

O volume de negócios da Pandora nos primeiros três meses do ano foi 559,2 milhões de euros, uma queda de 13,2%. Deste valor, as vendas em lojas próprias diminuíram 14,3%, para 351,6 milhões de euros, enquanto as receitas de joias distribuídas para outras instalações foram de 178 milhões de euros, 11,6% a menos.

Esse resultado negativo ocorre após uma nova reorganização estratégica voltada para o estabelecimento de um negócio focado no consumidor.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado