Para onde caminha a economia brasileira?

Confira a análise da economista Milla Maia nesse bate-papo com Ecio Morais, diretor executivo do IBGM.

Por Cláudia Santana

Passados os primeiros quatro meses de pandemia, já é possível ter ideia do tamanho do tombo da economia brasileira. Se antes do coronavírus os especialistas estimavam crescimento econômico para este ano de 2,3%, agora já indicam que a recessão é grave, mas não será tão profunda como se esperava inicialmente.

Para falar sobre o assunto o FENINJER Talks recebeu Milla Maia, especialista em Finanças e Investimentos. Em entrevista ao diretor executivo do IBGM, Ecio Morais, a economista apontou alguns cenários e possibilidades de recuperação para a retomada da economia.

Graduada em Administração de Empresas e Administração Pública pela FGV/EBAPE, Especialista em Finanças Internacionais pela Universidade de Bocconi, Milla tem MBA em Finanças pela Saint Paul e é Mestre em Economia pela FGV/EESP. Tem experiência em gestão pública e privada, avaliação financeira (valuation), operações de fusões e aquisições (M&A), investimentos, planos de governo (membro equipe econômica) e relações com investidores. Atualmente atua como professora de Economia/Finanças no IBMEC, e é consultora financeira e diretora técnica da Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais – Apimec.

“Mais do que nunca vejo a necessidade de aprovarmos as reformas propostas pelo governo.

Acho difícil conseguirmos uma reforma com redução tributária, mas podemos ter uma simplificação para que mais empresas sejam criadas e gerem empregos. Com isso poderemos aumentar o consumo, o faturamento das empresas e o nosso PIB”, disse a economista.

Aperte o play e confira a íntegra da entrevista.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado