Salve a vida selvagem

Tiffany reforça coleção Save the wild para a preservação dos elefantes

Por Débora Rodrigues

Com novos itens, a Tiffany & Co reforçará a sua coleção de joias “Save the Wild” a partir de setembro. Disponível em prata de lei e ouro rosa de 18 quilates, os mais novos encantos poderão ser comprados em lojas e on-line. Uma edição especial de um broche de diamante de elefante só estará disponível na flagship store da Quinta Avenida, em Nova Iorque. Com a iniciativa. A Tiffany estará doando um total de US $ 4 milhões para apoiar a conservação da vida selvagem até janeiro de 2020.

A Save The Wild beneficia o Elephant Crisis Fund (ECF), uma iniciativa do Save the Elephants e o Wildlife Conservation Network em parceria com a Leonardo DiCaprio Foundation. O projeto busca impedir o abate de elefantes, tráfico e a demanda por seu marfim. A linha de joias apresenta berloques e broches em formato de elefante em prata esterlina realçados com tsavorites, uma pedra que a Tiffany apresentou em 1974, depois que foi descoberta em uma região perto do Parque Nacional Tsavo, no Quênia, que também abriga os elefantes africanos.

Desde que foi lançada em 2017, a iniciativa favorável ao meio ambiente faz parte de um compromisso contínuo com a sustentabilidade e conservação, segundo a joalheria. Assim, a Tiffany dedica-se particularmente ao bem-estar do continente africano, onde obtém muitos dos seus diamantes e pedras preciosas, e opera oficinas de lapidação e polimento de diamantes. De fato, 100% dos lucros da coleção serão doados em apoio a projetos para proteger espécies ameaçadas, como elefantes, rinocerontes e leões.

“Por mais de 180 anos, a Tiffany se inspirou na beleza do mundo natural. Por essa razão, acreditamos que temos um imperativo moral para protegê-lo ”, disse a diretora de sustentabilidade da Tiffany, Anisa Kamadoli Costa. “Por isso, estamos especialmente entusiasmados por poder dar o nosso apoio aos esforços de conservação da vida selvagem através do importante trabalho da Wildlife Conservation Network”.

A Tiffany tem sido uma defensora da conservação da vida selvagem em todo o mundo há muito tempo. Em colaboração com a Aliança de Tráfico de Vida Selvagem dos EUA em 2016, Tiffany se juntou a uma coalizão de 16 empresas que estão comprometidas em parar a demanda por produtos ilegais da vida silvestre. Assim, a empresa está envolvida em causas que dizem respeito a proteção de ecossistemas marinhos, realocação de rinocerontes negros para portos seguros, em Botsuana, e até nesta que diz respeito ao futuro dos elefantes africanos.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado