Verão da Cartier chegará com novos Cactus

A “cactomania” invadiu as joias da Maison

Por Gabriel Moura

A Cartier lançará novas flores no mundo da joalheria ao relançar uma coleção icônica da casa. A primeira linha da Cactus Cartier foi lançada no verão de 2016 e desde então, a “cactomania” invadiu as joias da Maison nas temporadas seguintes. E agora chega à terceira edição, mostrando que a criatividade do design da Cartier continua sendo pouco convencional no mundo da alta joalheria.

 

As novas peças chegam com um toque chique, escultural e audacioso. As plantas suculentas, de climas áridos capazes de desabrochar viraram anéis, pulseiras, colares e brincos compostos de aglomerados de crisoprase e lápis-lazúli. Verde e azul, translúcido e opaco, seu dueto se opõe aos diamantes que lembram espinhos. As pedras sendo ligeiramente móveis, cada jóia é flexível e confortável. São peças alegres que ultrapassam o conceito de perfeição de todas as demais já vistas nas linhas anteriores. Ao reafirmar o cacto como uma assinatura, Cartier reinventa sua própria definição de beleza.

 

A Cactus Cartier estará nas vitrines em setembro, cheia de brilho, cor e riqueza. As primeiras peças foram apresentadas à imprensa e ganharam destaque ao apresentar o contraste brilhante do ouro amarelo com pedras coloridas, como esmeraldas, crisoprásios, cornalinas, diamantes e lápis-lazuli.

Nas coleções anteriores, a Maison chegava com um toque romântico, trazendo elementos florais como os narcisos, as violetas ou as rosas. Agora, com os cactos, está mais selvagem.

Não vamos esperar até setembro. Aqui, adiantamos algumas das peças dessa coleção preciosa, cheia de luz e riqueza para revelar que sim, há beleza nos cactos.

 

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado