A impressão 3D e a produtividade

Tecnologia possibilita o desenvolvimento de joias em quantidade e sem grandes perdas dentro do processo

Gabriel Moura

A tecnologia está possibilitando ao setor joalheiro aperfeiçoar o desenvolvimento e a fabricação de joias. A impressão 3D tem sido utilizada pela indústria para desenvolver cada vez mais peças em grande quantidade sem grandes perdas dentro do processo. O resultado final é que a técnica barateia os custos e aumenta a rentabilidade, além de prezar pela fidelidade ao projeto original.

Na confecção de joias, seguir um modelo padrão é vital para saber se a peça planejada ficará dentro do esperado. A impressão 3D para prototipagem de joias tem sido adotada como uma alternativa para aprimorar esse processo, que inicia com a criação do design das peças que comporão uma nova coleção. É nesse momento que o programa de modelagem em três dimensões dará a geometria, dimensões e parâmetros para a impressão. Com isso, é possível verificar detalhes mínimos como texturas e características da peça.

Ainda dentro do processo, o programa é capaz de preparar as informações de camadas para que o modelo final seja impresso. As condições da impressão são ajustadas para alcançar a maior fidelidade possível. Para isso, utiliza-se uma resina que evapora quando exposta a altas temperaturas e possibilita o processo de criação de um molde em gesso, para que assim possa ser depositado metal fundido, dando a forma do objeto.

A finalização é feita retirando os suportes da peça e a joia sai assim como foi modelada. Ela então é levada a um forno de temperatura baixa e emissão de raios UV para que o modelo final se enrijeça, tornando-se assim uma peça completamente sólida. Em seguida, diferentes moldes serão criados e servirão de base para a criação da peça de metal já fundido. No final, basta retirar cada peça do molde e realizar um processo de usinagem de modo a fornecer o acabamento desejado. A peça está pronta para receber acabamento adequado, como pedras preciosas, adornos entre outros detalhes.

A tecnologia da impressão 3D também possibilita um ganho de produtividade em todas as etapas do processo. Com ela, independentemente de quão complexo seja o desenho, a peça será impressa da forma como foi projetada todas as vezes necessárias, evitando prejuízos e desperdício. E o modelo será fiel ao que foi criado.

Antes dessa tecnologia, o modelo era feito a mão em cera. Muitas vezes o projeto inicial não saia da forma como esperado e a as repetições para se chegar ao resultado desejado eram muitas. Outro benefício da impressão 3D está no ganho de produtividade. Entre o tempo de impressão, cura de resina, fundição e usinagem do protótipo normalmente se passam questão de horas até que se tenha a peça final pronta para uso. Com o trabalho manual, o tempo necessário a dedicar a um único projeto era muito maior.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado