Black Friday 2019: Marketing Digital deve impulsionar as vendas

Há um mês da data, período é perfeito para começar a promover ações na Internet

Da Redação

Prevista para 29 de novembro a tão esperada Black Friday (sexta-feira negra), tradicional data em que o comércio costuma apresentar promoções impactantes, começa a agitar os departamentos de marketing das empresas a fim de esvaziar os estoques. Ainda mais com o indício de retomada econômica no País. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) o PIB (Produto Interno Bruto) avançou 0,4% no segundo trimestre do ano em relação aos três meses anteriores. É pouco, mas o suficiente para levar otimismo ao comércio.

Segundo Ronaldo Lannes, diretor da Publiclick – Otimização SEO, Criação de Sites e Marketing Online, o momento econômico é especial e é importante que as empresas já comecem a traçar suas estratégias. “Estamos a pouco mais de 30 dias da Black Friday, período ideal para começar o trabalho de posicionamento da marca, engajamento e captação de leads. Quem ficar de fora vai perder vendas”, avalia o especialista.

Ainda de acordo com Lannes, a Publiclick já registrou um aumento de 50% no volume de solicitações de orçamento fruto dos últimos resultados conquistados pela agência digital. “Marketing digital dá resultado quando é bem feito, sem falsas promessas ou estratégias muito onerosas. A empresa precisa estar atenta ao seu ROI (Retorno sobre o Investimento) para investir com qualidade seus recursos”, avalia.

A consultoria McKinsey divulgou estudo inédito Digital Marketing Readiness, realizado com apoio da Associação Brasileira de Anunciantes (Aba). Segundo Marcelo Tripoli, sócio-associado da McKinsey e líder do Centro de Excelência em Marketing Digital na América Latina, trata-se da primeira e mais abrangente pesquisa já feita sobre o tema no mercado brasileiro.

O estudo, do qual participaram 79 empresas líderes em dez setores aponta que há um descompasso entre o grau de conectividade do consumidor brasileiro (que passa nove horas online, contra seis dos norte-americanos) e o do marketing digital praticado pelas empresas que os atendem. As empresas responderam 54 questões atribuindo a si mesmas notas de 1 a 5 sobre seu nível de maturidade em relação ao marketing digital em quatro dimensões: Processos, Pessoas e Cultura; Dados & Tecnologia; Investimento & Mensuração; e Jornada & Experiência.

Embora seja o país da América Latina com maior investimento em marketing digital (24,4% do total de mídia, contra 43,5% da média global) e tenha dois terços da população conectada, no Brasil, 80% das empresas estão ainda em estágios iniciais do marketing digital (23% são Iniciantes e 57%, Emergentes).

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado