Casal cria anel de noivado com smartphone

O relacionamento que começou no Tinder com o uso de Iphone foi coroado com joia que exibe partes dos aparelhos telefônicos dos noivos

Por Erica Mendes

Crédito Mirror

A customização de produtos é algo cada vez mais apreciada pelos consumidores, principalmente pelos millennials, e não foi diferente com o casal James Lawrence e Hayley Orchard, de Wiltshire, na Inglaterra.

Eles se conheceram através de aplicativo e o relacionamento evoluiu. E para marcar o romance, o noivo queria presentear sua amada com uma joia que tivesse um significado especial, com as particularidades que marcaram a união. “Eu queria celebrar o nosso amor com os telefones que me uniram à pessoa da minha vida”, disse James ao site inglês Mirror.

“Eu conheci Hayley no Tinder e, rapidamente, percebi que ela era a pessoa certa para mim. As bases do nosso relacionamento foram construídas gastando horas e horas compartilhando mensagens todos os dias e tendo longas conversas telefônicas antes de dormir”, revelou o noivo.

Acreditando que os celulares foram o cúpido do romance, o casal procurou a O2 Recycle que, em parceria com a joalheria sustentável Lylie, desenvolveu o anel de noivado sob medida, feito a partir de seus smartphones iPhone 5s reciclados.

Crédito Mirror

A joia exibe os alto-falantes e os microfones dos aparelhos que James e Hayley usavam para sussurrar palavras doces um ao outro. As câmeras que eles usavam para selfies e bate-papo por vídeo quando moravam separados também foi reutilizadas, assim como o ouro das placas de circuito para a criação do aro.

Crédito Mirror

 

Crédito Mirror

“Hayley achou o anel lindo e aproveitou a chance para mostrar a todos os seus amigos que ela não poderia estar mais feliz com o sentimento”, contou James.

Relacionamento x Smartphones

Uma pesquisa da O2 Recycle, realizada com 2.022 millennials do Reino Unido, descobriu que 42% acredita que seria impossível encontrar e manter um relacionamento sem o smartphone em pleno século XXI.  Cerca de 73% usa ativamente aplicativos de namoro para encontrar um parceiro, apontando que a alma gêmea é encontrada por meio de seu smartphone e não por qualquer método tradicional. De fato, apesar dos preconceitos, quase 30% procura alguém para casar em aplicativos de namoro e 16% para o sexo casual.

Como resultado dessa mudança, 19% que usa aplicativo de namoro passou a se envolver com alguém com quem combinava, enquanto 31% levantou pela primeira vez a ideia de uma proposta por telefone, em vez de cara a cara por medo de conversas estranhas pessoalmente.

Uma vez em um relacionamento, os telefones celulares permanecem essenciais, com 27% confessando que conversa com seus parceiros com mais frequência por telefone do que cara a cara. Isso é particularmente verdadeiro nos estágios iniciais de um relacionamento, quando eles se conhecem, pois, em média, os millennials passam mais de três horas (183 minutos) por dia se comunicando com o parceiro via chamada, texto e mídia social nos três primeiros meses.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado