Coronavírus afeta o mercado joalheiro

Marcas como Pandora sofrem com lojas fechadas devido ao surto que assombra o mundo nesse começo de ano

Por Renato Rinco

O Coronavírus, surto que está assombrando a China e vários outros países, afetou também o mercado joalheiro. Autoridades globais estimam que o surto do vírus seja responsável por milhares de mortes em todo mundo. O surto teve origem na província de Wuhan, com sintomas semelhantes ao de uma gripe comum, como febre e tosse. Hoje já existem mais de 60.000 casos confirmados.

Segundo investimentos de Jefferies, os compradores chineses representam cerca de 40% dos 281 bilhões de euros gastos em bens de luxos no ano passado, além de impulsionarem 80% do crescimento, de acordo com o relatório do Financial Times. Com o surto, as feiras de joias estão mudando e cancelando as datas, um dos exemplos é O Hong Kong International Diamond, Gem & Pearl e o Hong Kong International Jewellery Show, ambos agendados para março, foram transferidos para maio.

A Swatch cancelou o evento “Time to Move”, programado para o final de fevereiro e início de março em Zurique, na Suíça, a fim de “impedir que seus parceiros viajem internacionalmente em um clima inseguro”.  Por outro lado, os organizadores da próxima feira de Bangkok não mudarão seus planos por causa do surto.

Em relação ao mercado, a Pandora sofreu um difícil quarto trimestre, onde 70 das 240 lojas na China foram fechadas por ordem do governo, além do tráfego de clientes nas lojas abertas serem quase nulo. Em uma entrevista à Reuters, o CEO Alexander Lacik disse que o joalheiro dinamarquês viu uma queda “sem precedentes” nos negócios na China como resultado do coronavírus.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado