Emoticons viram joias e trazem atualidade à joalheria

Uma seleção desses símbolos surge nas passarelas da moda, ganharam as ruas e agora as vitrines das joalherias

Débora Rodrigues

A indústria de joias sabe que os millennials estão rapidamente se tornando consumidores-chave. E tudo que faz referência a essa geração faz sucesso. Assim os emojis, desenhados por Shigetaka Kurita, do Japão, em 1999, se tornaram nova referência e aparecem em roupas, livros, filmes e agora em joias.

Uma seleção desses símbolos surge nas passarelas da moda, de Moschino a Chanel. De metais preciosos e pedras preciosas – às vezes deliberadamente, às vezes quase por acaso: do pingente em forma de caixa de presente da coleção Festa da Bulgari, ao anel de hambúrguer, peça da joalheria londrina Nadine Ghosn.

A conexão da nova geração com emojis é longa e os símbolos usados constantemente como substitutivos de textos ganharam lugar na joalheria. Em 2012, a linha de joias finas Alison Lou lançou a coleção Emoticore: emojis de ouro de 14 quilates, variando de um grande sorriso com olhos em rubis ou esmalte.

Ideias semelhantes inspiraram as criações extravagantes da marca Rosa de la Cruz, de Londres, com um emoji sorridente em um anel de ouro de 18 quilates e até o trabalho de joalheiros clássicos italianos como Roberto Coin.

Além do rosto sorridente, símbolos de comida e tecnologia também estão nas joias. Os emojis de hambúrguer e batatas fritas foram a inspiração para o conjunto de anéis empilháveis da Nadine Ghosn: carne, cebola, queijo e alface em cima do pão cravejado de pedras preciosas. E eles também estão em abotoaduras que trazem tsavorita e diamantes negros.

O anel de hambúrguer, que está sendo vendido no departamento de joias do piso térreo do Le Bon Marché, o templo de luxo em Paris, foi a primeira criação de Ghosn, lançada em 2015.E foi por causa dele que a joalheria recebeu uma colaboração nada comum para chegar ao Bling Mac: um anel de US $ 12.500 que o McDonald’s encomendou como o primeiro prêmio para uma competição no Twitter.

Algumas casas usaram desenhos que qualquer um pode facilmente perceber como emojis. A coleção Festa, da Bulgari, com seus broches e anéis em forma de bolo e icepop. “A principal inspiração da coleção Festa é a felicidade”, disse Lucia Silvestri, diretora de criação da casa. “Mostrar alegria e compartilhá-la com os outros em uma celebração pública ou privada é muito parte da arte de viver italiana.”

Anéis adornados com cupcake em opalas rosa e polvilhados com espinelas também foram criados pelo designer de joias finas Cora Sheibani, em Londres. “A comida é uma parte muito importante de qualquer cultura”, disse ela. E ela acrescentou: “ter joias que se relacionem com o mundo em que vivemos o torna mais acessível”.

Enquanto isso, a artista de joias Suzanne Syz, de Genebra, criou brincos com ponto de exclamação e em forma de ponto de interrogação. E criou uma pulseira de titânio e ouro branco com símbolos de hashtag acentuados com espinélios cabochão vermelhos, cristal de rocha e diamantes. Os emoticons são contemporâneos e estão na moda até na joalheria.

 

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado