Gemas verdes prometem esperança nesse final de ano

Esmeraldas, rubis e outras pedras preciosas terão ampla procura

Por Clara Lemos

Verde é a cor da esperança, renovação, vitalidade e saúde. A cor perfeita para evocar neste fim de ano e trazer energias e sentimentos positivos para o ano que vem. Assim, as gemas de tons verdes estarão em alta neste dezembro e janeiro, após o difícil 2020. As principais gemas verdes, esmeralda e jadeíta, serão as mais procuradas pelos consumidores, que pretendem usá-las em aneis, brincos, colares, pulseiras e demais itens.

Com destaque na história, cultura e literatura, a esmeralda adornou joias da coroa há muitos séculos, nos antigos reinos da Europa e do Oriente Médio. Na história recente, a princesa Eugenie usou a famosa tiara Greville Emerald Kokoshnik incrustada de diamantes e esmeraldas na ocasião de seu casamento em 2018. A tiara, criada por Boucheron em 1919, pertence à Rainha Elizabeth. A jade não fica para trás e evoca nobreza, poder e beleza na cultura chinesa. 

Outras gemas da tonalidade estão sendo procuradas, principalmente pelos jovens, que se aventuram em novidades e sofisticação, procurando pela turmalina verde, tsavorita, peridoto, malaquita, etc. Além dessas, demais gemas de variantes verdes também estão ganhando força no mercado, como âmbar, apatita, calcedônia, granada andradita e quartzo, por exemplo. Os diamantes, quando combinados com joias do espectro verde, são capazes de realçar seus tons vívidos e encantadores.

Combinadas em peças com ouro amarelo, branco ou rosa, platina ou prata, as gemas verdes são símbolos de restauração e avivamento, significado mais que importante para a humanidade neste momento.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado