Histórias que Vendem

Silivia Patriani, mentora de palestrantes, conta em entrevista a Manoel Bernerdes, vice-presidente do IBGM, como o storytelling pode ajudar as joalherias a vender mais

Por Cláudia Santana

Os consumidores não compram joia, mas a história que está por trás dela. A afirmação é de Silvia Patriani, mentora de palestrantes, que ensina as empresas a criarem uma narrativa poderosa em torno da sua própria trajetória.

Em entrevista ao vice-presidente do IBGM, Manoel Bernardes, a especialista em comunicação falou sobre uso do storytelling na joalheria, dando pistas de como construir uma narrativa poderosa para vender mais.

A estrutura de storytelling é utilizada em mitos, lendas, romances e obras narrativas em geral. Foi descrita em 1949 pelo antropólogo Joseph Campbell e ficou conhecida como a “Jornada do Herói”. O conceito apresenta uma estrutura envolvente de contar histórias, que vem sendo aplicada com sucesso nos negócios.

“É a maior ferramenta de venda que temos”, afirma Silvia, que além de formar palestrantes, é diretora do Grupo Patriani (www.silviapatriani.com.br). A especialista possui notável destaque no mercado em virtude da sua expertise conquistada ao longo dos 18 anos de experiência no segmento de palestras, treinamentos e principalmente no trabalho de mentoria.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado