Inspire-se! Aproveite o final de semana para visitar museus e conferir joias históricas

Confira sugestões que valem uma visita virtual

Por Caroline Sanches

Entramos na nova era digital e já podemos dizer: o mundo virtual oferece mesmo vantagens bem interessantes. Uma delas é poder conferir algumas das joias mais incríveis da história da joalheria, sem pressa, saboreando cada detalhe da peça. Como? Fazendo um tour virtual por museus que guardam esses tesouros.

Não se trata de uma novidade, mas é uma experiência que muitos que adoram joias ainda não tiverem oportunidade de realizar. Agora, com o confinamento, pode ser bem interessante e inspirador se jogar nessa aventura.

Através da plataforma Google Arts & Culture é possível visitar gratuitamente vários museus utilizando a tecnologia do serviço Street View. Entrando no site, o internauta pode fazer a busca pelo seu museu preferido ou conferir os conteúdos selecionados. As possibilidades abrangentes e bem variadas. Se preferir, também pode acessar alguns museus diretamente.

Aqui vão algumas sugestões. Inspire-se!

Museu de Joalheria, Pforzheim

Esse tour virtual apresenta preciosidade muito rica e abrangente da história da joalheria mundial. A mostra reunida pelo Museu Pforzheim fornece uma visão ampla de cinco mil anos de fabricação de joias. Vários períodos estéticos são apresentados através de peças originais, ricas em detalhes, que expressam a criatividade dos designers e joalheiros. Esse é o único lugar em todo o mundo que possui uma coleção tão grande de joias.

Museu Victoria e Albert

O Victoria & Albert Museum em Londres oferece acesso completo a sua extensa coleção on-line. Para a alegria dos fãs da joalheria, eles oferecem uma página inteira dedicada às suas coleções de joias. Para um mergulho mais profundo, clique aqui para ver uma galeria de joias.

Museu Nacional, Nova Deli

Quem acha a joalheria da Índia fascinante vai adorar visitar o Museu Nacional de Nova Délhi. Pelo tour virtual é possível conferir fotos e descrições de muitas de suas joias. O museu relembra que a Índia permaneceu a única fonte de pedras preciosas por séculos. Justamente por isso o museu abriga tesouros que ninguém mais possui. Para uma exploração mais aprofundada, o internauta pode clicar direto na imagem e ter acesso a mais dados da joia, ampliando a imagem para ver os detalhes.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado