Joalheiro vence processo de falsificação

Juiz concedeu US $ 1,6 milhão em indenizações para David Yurman

Débora Rodrigues

Um tribunal distrital de Nova York concedeu proteção ao joalheiro David Yurman contra sites que vendem mercadorias falsificadas de sua marca. As “réplicas” não autorizadas tem sido um dos maiores problema dentro do mercado joalheiro mundial e a decisão foi comemorada por alguns e trouxe preocupação para outros.

O juiz emitiu uma liminar permanente contra 31 sites anônimos, impedindo-os de distribuir, anunciar ou vender qualquer produto falso de David Yurman. Ele também concedeu ao joalheiro cerca de US $ 1,6 milhão em indenizações legais e ordenou que os réus transferissem os nomes de domínio de todos os sites infratores para David Yurman.

Os réus operavam uma rede de sites projetados para se assemelhar a sites autorizados de David Yurman, usando as marcas registradas do varejista e as imagens de campanhas com direitos autorais, de acordo com um comunicado da empresa. Eles então vendiam produtos de imitação usando o nome do joalheiro.

“Estamos satisfeitos com o julgamento e continuaremos a tomar medidas agressivas para proteger nossos consumidores, nossos projetos e nossas marcas”, disse Carol Pennelli, presidente da joalheria David Yurman. “Não vamos tolerar infratores e falsificadores no mercado, independentemente de onde eles operam.”

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado