Leilão de joias raras da Chanel é um lembrete do fabuloso mundo da alta-costura dos anos 90

View Gallery
8 Photos
Leilão de joias raras da Chanel é um lembrete do fabuloso mundo da alta-costura dos anos 90
Foto: Divulgação

Leilão de joias raras da Chanel é um lembrete do fabuloso mundo da alta-costura dos anos 90
Foto: Divulgação

Leilão de joias raras da Chanel é um lembrete do fabuloso mundo da alta-costura dos anos 90
Foto: Divulgação

Leilão de joias raras da Chanel é um lembrete do fabuloso mundo da alta-costura dos anos 90
Foto: Divulgação

Leilão de joias raras da Chanel é um lembrete do fabuloso mundo da alta-costura dos anos 90
Foto: Divulgação

Leilão de joias raras da Chanel é um lembrete do fabuloso mundo da alta-costura dos anos 90
Foto: Divulgação

Leilão de joias raras da Chanel é um lembrete do fabuloso mundo da alta-costura dos anos 90
Foto: Divulgação

Leilão de joias raras da Chanel é um lembrete do fabuloso mundo da alta-costura dos anos 90
Foto: Divulgação

O leilão histórico é uma rara oportunidade de adquirir peças históricas da era Lagerfeld Chanel

Por Clara Lemos

A Chanel está leiloando online mais de 100 peças raras e históricas criadas por Karl Lagerfeld durante seus 36 anos como diretor criativo da casa. O leilão está aberto para licitações até 29 de janeiro. A maioria das peças são da coleção pessoal da sra. John H. Gutfreund, ex-comissária de bordo e viúva do falecido John Gutfreund, presidente-executivo da Salomon Brothers nos anos 80 e o chamado “Rei de Wall Street”.

A sra. Gutfreund adquiriu muitas das peças diretamente de Lagerfeld, a maioria sendo protótipos feitos à mão especialmente para a passarela que não chegaram a ser concluídos. “Essas joias fornecem uma janela para o mundo da alta costura nas décadas de 1980 e 1990, representando uma época em que a moda poderia ser exagerada da melhor maneira possível”, diz Claibourne Poindexter, especialista em joias da Christie ‘s.

Coco Chanel se afeiçoou às joias como uma arte por si só, complementares às suas roupas, quando as tornou uma característica de suas coleções de moda da década de 1920 em diante. Ela trabalhou com grandes designers de joias e artesãos, como Fulco di Verdura e Robert Goossens, para criar o estilo de joias inconfundíveis da Chanel: a cruz de Malta a várias e fios de pérolas, por exemplo.

O profundo conhecimento de Lagerfeld sobre a Chanel permitiu que ele ousasse nos designs e os levasse a outro patamar durante os inebriantes anos 80 e 90 maximalistas. O estilista, que tinha sua própria coleção de joias pessoais, encantou as passarelas com extravagantes camadas de correntes, pérolas, brincos de botão e punhos usados ​​pelas modelos da época.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado