O colar de pérolas se reinventa

Chanel recria seu maior ícone dando a ele um toque de ousadia e modernidade

Por Caroline Sanches

A moda vive do eterno vai e vem, mas as marcas que mais prosperam investem não apenas em tendências, mas sobretudo em conhecer seus clientes. Esse é um dos segredos do sucesso da Chanel. A grife, que transformou um fio de pérolas em um ícone da joalheria, entendeu que suas clientes continuam amando o clássico, mas desejavam algo mais.

A designer Virginie Viard, que está há algumas temporadas no cargo de designer-chefe da Chanel após a morte de Karl Lagerfeld, é a responsável pela ousadia das novas coleções de joias. Seu foco está centrado no que as mulheres realmente vestem: uma jaqueta de tweed aqui, uma saia preta ali, um vestido de festa coringa e, claro, um colar de pérolas.

Para quem espera mais do que um simples fio, hoje a casa oferece um colar de pérolas envoltas de uma armadura dourada. O efeito é como se as pérolas tivessem ido parar dentro do colar de correntes grossas, que aliás, também está em altíssima nessa temporada.

É uma gargantilha moderna para gostos refinados, que carrega o DNA da marca, que sempre abre espaço para que a personalidade do usuário se apresente. Nesse caso, a peça passeia com muita tranquilidade com um tweed, um pretinho básico ou, se quiser, com camiseta branca e jeans.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado