O doce sabor do ouro

Doces de ouro fazem sucesso em loja indiana

Ouro, além de ser um metal atraente, também é uma delícia, você sabia? É o que revela o sucesso de uma confeitaria de doces finos, chamada 24 Carats Mithai Magic, localizada em Surat, na Índia. A empresa viu suas vendas decolarem ao criar doces cobertos com folha de ouro puro de 24 quilates, vendidos pela bagatela de R$ 514,22 o quilo.

Conhecido como doces de ouro, a variedade de doces dourados eles têm sido o centro das atenções na vitrine. Brij Mithaiwala, proprietário da loja afirma que além de bonita, a confeitaria em ouro faz bem para a saúde. Segundo ele, o público aprovou o novo item do cardápio. “As pessoas estão interessadas em comprar esses doces porque estão cientes dos benefícios para a saúde do consumo de ouro”, garante.

Durante séculos, folhas finas de ouro puro foram usadas como enfeite em bolos europeus e moídas em chá verde japonês. O ouro comestível deve ter de 23 a 24 quilates. Ele não é o mesmo ouro que você encontra em joias, que podem ter outros metais e podem ser tóxicos e perigosos se consumidos. O comestível é conhecido na Europa como E-175, uma designação dada pela administração europeia de Segurança Alimentar quando se utiliza o metal como aditivo ou corante alimentar. Os efeitos e a segurança do E-175 foram avaliados pela primeira vez em 1975 e recentemente reavaliados em 2016 pela EFSA.

A folha de ouro deve ser de 90% de ouro puro, com os outros 10% tipicamente consistindo de outro metal seguro, como a prata pura. O ouro comestível não é absorvido pelo sistema digestivo e não passa para a corrente sanguínea, sendo eliminado por nosso organismo.

 

Oferecimento

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado