Recuperação: Vendas de Dia dos Pais crescem 2,5% após 2 anos de queda

Segundo dados da Serasa, a queda na inflação e nos juros, além da liberação do FGTS inativo aqueceram as compras da data

Por Gabriel Moura

E quem diria: dessa vez foram os pais que ajudaram a alavancar as vendas do varejo. Segundo dados da Serasa Experian, as vendas de Dia dos Pais voltaram a crescer depois de dois anos consecutivos de queda. O comércio de presentes em todo o país aumentou 2,5% na semana da data (entre 7 e 13 de agosto), na comparação com a semana equivalente em 2016 (de 8 a 14 de agosto).

No setor joalheiro, a data também foi marcada por aumento nas vendas. As joalherias que apostaram em joias masculinas conseguiram atrair os filhos que buscavam presentes especiais. De acordo com as lojas ouvidas pela reportagem, o aumento foi de cerca de 5% a 10%, resultado considerado animador e um sinal de que o público masculino não deve ser deixado de lado pelas empresas. Braceletes, pulseiras e pingentes de ouro, prata, couro e materiais diferenciados foram os itens mais procurados para homenagear os pais.

De acordo com os economistas da Serasa, a queda da inflação e dos juros impulsionaram as compras, assim como a liberação das contas inativas do FGTS. A empresa divulgou que entre a sexta-feira e o domingo (11 a 13 de agosto), houve alta de 1,3% nas vendas em todo o país ante o intervalo equivalente no ano passado (12 a 14 de agosto).

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado