O estilo de Frida Kahlo nas joias

Artista é tema da exposição sediada no Victoria & Albert

Por Gabriel Moura

Frida Kahlo pintora de tantos retratos e ícone da arte mundial, deixou não apenas suas pinturas, mas um vasto material visual que registrou seu estilo colorido e extraordinário. E a mistura única de vestidos e joias têm sido uma fonte de inspiração para designers ao longo dos anos.

Ela é tema da exposição Frida Kahlo: Making Her Self Up, que está sediada no Victoria & Albert Museum em Londres, até novembro. A mostra traz um olhar sobre os pertences pessoais, roupas e jóias descobertos na sua Casa Azul, no México, há cerca de 10 anos. “Frida Kahlo era rebelde, intensa, enigmática, apaixonada, contraditória e muito forte”, disse Circe Henestrosa, curadora do programa. “Esta exposição pode inspirar os jovens a ver de novo como uma artista tão importante se definiu em seus próprios termos”.

Frida tem servido de inspiração, ainda, no mundo da joalheria. Há diversas coleções inspiradas na artista mexicana. O anel Sunday Skull, joia desenhada pela designer Holly Dyment, é uma delas. O desenho de um crânio tem flores e faz referência ao feriado do Dia dos Mortos e à Frida. Os desenhos de esmalte e ouro apresentam uma representação da artista e motivos florais embelezados com pedras preciosas. “A coleção captura o espírito e a força de Frida – uma mulher forte com gosto e opiniões originais e muita paixão”, descreveu a joalheira.

Em cores vibrantes, as peças de Carole Le Bris Perez incluem brincos de caveira esmaltados, anéis e pingentes pintados à mão e incrustados com pedras como turmalinas, safiras, opalas e diamantes. Como em cada uma de suas coleções, as jóias são inspiradas por um de seus artistas favoritos – e desta vez é ela, Frida Kahlo. “Eu projetei esses crânios depois de Frida, que lutou com sua saúde toda a sua vida”, disse Carole.

As novas joias da coleção Blossom, da Rare Origin, se inspiram nas peças da pintura que Frida dedicou ao Dr. Eloesser, de 1940. Dizem que esses brincos foram dados a Frida por Pablo Picasso. As jóias trazem flores em cores vibrantes. Irene Neuwirth, outra designer, apresenta em grande parte de seu trabalho as gemas coloridas e uma de suas novas coleções é uma reminiscência das joias que Frida usava com tanta frequência. Os recortes de Irene são silhuetas simplificadas em ouro.

Frida ainda está viva e serve como constante fonte de inspiração para a joalheira e designer mexicana Sara Beltrán. Em suas peças, as contas coloridas refletem uma atualização moderna sobre os estilos que Frida usava. Assim, podemos dizer que o mundo das joias também serve como uma forma de contar história e trazer cultura.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado