O nome por trás dos relógios mais icônicos da Cartier

A diretora criativa da relojoaria, Marie-Laure Cérède, desenhou relógios adorados por celebridades como Dua Lipa e Bella Hadid

Por Clara Lemos

Maillon de Cartier, criado por  Marie-Laure Cérède. Foto: Reprodução

Relógios da Cartier são mundialmente conhecidos pela sua beleza e sofisticação, e já adornaram pulsos de pessoas importantes como Princesa Diana, Michelle Obama e de novas celebridades como Dua Lipa e Bella Hadid. A maison de 174 anos tem como diretora criativa de relojoaria Marie-Laure Cérède, que é encarregada de continuar o legado de relógios da marca, que adentrou o ramo em 1904, quando Louis Cartier criou um relógio com pulseira de couro para o aviador brasileiro Santos Dumont.

Com toda essa responsabilidade sobre si, Cérède conta que o que a faz gostar da relojoaria é sua complexidade, pois é preciso ser criativa e respeitar as precisões técnicas que um relógio deve ter, diferentemente das joias. Para produzir seu trabalho criativo muito aclamado, a relojoeira se inspira nos arquivos da própria maison, observando o patrimônio da marca para criar os legados atuais e futuros.

A inspiração da diretora criativa vem do lugar onde cresceu, Gabão, na África Central, que influencia seu trabalho por meio do amor às cores da natureza e pedras preciosas como a turmalina paraíba. Seu segredo para tanto sucesso não é só fazer algo bonito, mas retirar os detalhes decorativos e conservar o essencial. Para ela, produzir uma peça Cartier deve ser criar uma assinatura com um único golpe, deixando a emoção entrar em cena.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado