Tecnologias asseguram saúde financeira e tributária das empresas

Fique ligado nas novidades para 2020

Da Redação

O avanço tecnológico tem sido fundamental para o trabalho dos contadores – o que impacta diretamente a saúde financeira e tributária dos negócios, garantindo assim que as empresas tenham sucesso e prosperem cada vez mais.

O problema é que muitos empresários enxergam os contadores somente desta forma: como uma mera obrigação. Muito mais que um problema, isso é um erro. Uma das maiores preocupações dos empresários – além de faturar e prosperar, é claro – é manter-se em dia com suas obrigações fiscais. Afinal, munido de novas tecnologias e dispositivos, o Fisco tem feito pente fino tecnológico e captado erros e sonegações com muito mais facilidade – o que liga o sinal de alerta nas corporações.

Neste processo, a figura do contador é fundamental, tendo em vista seu conhecimento quanto a questões legais e tributárias. Será ele quem se certificará que as empresas estão em dia com as obrigações e distantes de eventuais multas e penalizações. Em suma, uma espécie de “anjo da guarda” dos negócios.

“O Novo Código Civil frisa que a empresa é obrigada a ter um contador para levantar o balanço patrimonial e o resultado econômico dos negócios perante o Governo Federal”, comenta Elinton Marçal, diretor de tecnologia e marketing da SCI Sistemas Contábeis. “O problema é que muitos empresários enxergam os contadores somente desta forma: como uma mera obrigação. Muito mais que um problema, isso é um erro”.

Segundo o empresário – que desde 1991 trabalha no desenvolvimento de softwares voltados ao segmento contábil -, a figura do contador tem se transformado nos últimos anos, e estereótipos antiquados devem ser esquecidos para o sucesso dos negócios.

“A tecnologia tem mudado tudo e vemos isso diariamente em diversas áreas”, prossegue. “Esqueçam aquela imagem de contador sentado atrás de uma mesa realizando cálculos e preenchendo guias. Na contabilidade digital isso é realizado pelas máquinas. O contador trabalha em cima dos números em busca de melhores resultados e garante que os negócios prosperem e se mantenham saudáveis”.

Segundo ele, o sucesso neste propósito está diretamente atrelado ao uso de tecnologias de qualidade.

“Se o Fisco conta com tecnologia de ponta, os contadores também tem esta condição”, argumenta. “Os softwares contábeis estão cada vez mais inteligentes e completos, o que torna o procedimento muito mais seguro e integrado. A SCI, por exemplo, oferece uma gama de soluções para empresas contábeis, atendendo todas as necessidades rotineiras dos contadores”.

Entre elas, Marçal cita tecnologias desenvolvidas para dar mais agilidade a processos até então manuais.

“Calcular a folha de pagamento dos colaboradores, por exemplo, sempre foi uma tarefa complexa, que exigia o comprometimento total de um ou mais contadores”, exemplifica. “Pensando nisso lançamos recentemente uma nova solução, chamada Automatização da Folha de Pagamento. Ou seja, um robô calcula a folha de pagamento dos colaboradores, envia os relatórios de espelho e resumo da folha às empresas, bem como os recibos de salários aos colaboradores. Isso poupa o tempo do contador, que pode exercer outras funções”.

Além disso, o recurso também conta com o envio automático dos documentos aos usuários via SCI Report (caso a empresa contábil utilize a tecnologia) e SCI APP 3.0 (aplicativo mobile da SCI), bem como gera os eventos periódicos e o fechamento do eSocial.

“Esse é apenas um exemplo simples do que os sistemas e tecnologias proporcionam aos contadores”, destaca Marçal. “Poderíamos falar durante horas e horas sobre nossas soluções; mas o que quero dizer é que a tecnologia é uma aliada do contador, que por sua vez é um aliado das empresas”.

Marçal também destaca que, apesar de disruptivas e inteligentes, as tecnologias não são criadas visando substituir os contadores.

“Ouço muita gente lamentar que o avanço tecnológico é uma ameaça aos profissionais”, comenta. “Afirmo com toda a convicção que os contadores não estão ameaçados pela tecnologia; na realidade eles estão ameaçados pelo medo de se atualizar. É preciso entender que vivemos uma nova era da contabilidade, e entender que ficar no modelo antigo é ficar no passado. Quem não vier para o presente não terá um futuro”.

“O mesmo vale para outros ramos do mercado”, afirma Marçal. “Todos precisam entender que a tecnologia é disruptiva, que ela está mudando a realidade do mercado de trabalho e dos negócios. Investir em tecnologia é fortalecer a sua empresa. E digo mais: investir em um bom contador é fundamental para assegurar a saúde financeira e tributária, bem como o futuro do seu negócio. Ignorar isso é um erro, e isso ficará visível no primeiro momento de necessidade. Portanto, invista e prospere”.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado