Tiffany de cara nova

A famosa loja da Quinta Avenida foi fechada e passará por uma renovação completa

Por Gabriel Moura

A Tiffany & Co. está redesenhando sua famosa flagship da Fifth Avenue e não se tratam de pequenas mudanças. Pelo investimento (calculado pelos especialistas entre US $ 125 milhões e US $ 250 milhões) e pelo tempo em que a loja ficará fechada (ficará pronta somente no final de 2021), essa renovação deve trazer grandes inovações para o ponto de venda da grife.

A empresa está mantendo o projeto sob sigilo, não dando nenhuma pista sobre como pretende transformar o espaço de 10 andares. O máximo que se sabe oficialmente por meio de um comunicado do CEO Alessandro Bogliolo, é que uma “nova experiência ainda mais profunda” impactará os clientes do mundo inteiro.

No ano passado, a Tiffany remodelou o quarto andar do prédio, adicionando uma seção Home e o primeiro restaurante. No entanto, os críticos há muito tempo reclamavam que outros andares precisavam acompanhar essa transformação. O objetivo da reforma é recuperar o brilho e o encantamento que se vê no filme “Breakfast at Tiffany’s”, conhecido no Brasil como “Bonequinha de Luxo”.

O fundador Charles Lewis Tiffany abriu sua primeira loja na 259 Broadway em 1837. A flagship mudou-se gradualmente para a cidade alta e, em 1940, abriu sua atual localização, na 727 Fifth Avenue, na 57th Street. Na época, a loja era notável por ter um dos primeiros sistemas centrais de ar-condicionado e um andar principal livre de colunas.

Em 2000, a Tiffany aumentou o espaço de varejo da flagship em 25%, transferindo seus escritórios executivos dos andares superiores. Atualmente, a empresa possui o prédio, mas não seus direitos aéreos. Enquanto durar a reforma, a loja da Quinta Avenida atenderá seus clientes ao lado do seu espaço, no prédio vizinho 6 E. 57th St.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado