Tiffany mergulha no mercado das joias masculinas

A griffe lançará em outubro sua primeira coleção de joias para homens, buscando diversificar sua base de clientes tradicional

Débora Rodrigues

A linha anunciada faz parte da estratégia da Tiffany de atrair compradores mais jovens e aumentar as vendas, que foram atenuadas por um declínio nos gastos de turistas da China e de outros lugares. Até aqui, a joalheria vendeu clipe, abotoaduras, anéis e outras jóias tradicionais para homens. Agora, está tentando dar um toque mais moderno ao que oferece aos homens.

A nova coleção masculina inclui quase cem modelos que variam de preço de US $ 200 a US $ 15 mil para jóias. E a loja ainda dedicará aos homens alguns acessórios para casa, como coqueteleiras, pinças de gelo e canecas de cerveja.

A nova linha de produtos terá espaço próprio nas lojas da Tiffany, em vez de ser vendida lado-a-lado com outros itens, segundo contou o diretor artístico da empresa, Reed Krakof, responsável pela nova coleção.

Já contamos aqui que várias joalherias, inclusive as brasileiras, têm dedicado coleções aos homens. Nas últimas temporadas, as joias de luxo apareceram nas passarelas masculinas da Gucci e de outras grandes marcas de luxo.

De acordo com a Euromonitor International, empresa de pesquisa de mercado, as vendas globais de joias finas para homens chegaram a US $ 5,8 bilhões no ano passado. Esse número ainda é pequeno se comparado ao mercado de joias para mulheres, que atingiram US $ 33,2 bilhões em vendas, de acordo com a empresa.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado