Transformação digital no comércio de joias

Bate papo entre Camila Fontana, joalheira e professora de fotografia de joias com o celular e Márcio Granatowicz, empresário da Art’G, traz a importância e desafios da transformação digital no setor joalheiro

Por Clara Lemos

 A pandemia do coronavírus trouxe a necessidade das empresas do ramo joalheiro se adaptarem ao formato digital para atrair a atenção do consumidor e efetuar vendas. As empresas estão lidando com o desafio de construir e intensificar sua presença digital, algo que continuará no pós-pandemia. Mas como se apresentar e construir uma imagem forte nas redes sociais de maneira correta e satisfatória?

Para solucionar essas questões, Márcio Granatowicz (@artg.rio), empresário da Art’G, conversou com Camila Fontana (@camilafontanahandmade), joalheira e professora de fotografia de joias com o celular, do Espaço Mix,  sobre os desafios e modos de empreender a presença digital de forma correta.

“Pra gerar engajamento na internet é necessário saber quais são os objetivos da marca na presença digital, quem ela é e o que ela quer passar. Isso exige pesquisa, planejamento e trabalho, que irão reverter em coisas positivas ou em oportunidades para reavaliar o caminho da empresa na internet”, diz Camila.

Dê o play para assistir essa conversa importante e agregadora para o momento atual.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado