Você é protagonista ou procrastinador?

Para sair da procrastinação precisamos primeiramente traçar metas alcançáveis, planejar e agir

Por Leila Navarro

Foto: Deposith Photos

Você já percebeu como o ser humano tem mania de deixar muita coisa para última hora? Seja ele assalariado, colaborador, autônomo ou empresário. Por exemplo: “Ah, depois eu vejo isto.”; “Não quero ter que lidar com isso agora.”; “Amanhã eu vejo isso.”.

Para mim procrastinar tem a ver com o fato de o desafio ser alto demais para as habilidades e competências, então ao invés de buscarmos as habilidades para baixar o desafio, entramos na ansiedade e procrastinamos.

E quando o desafio é baixo para nossas competências e habilidades? Então nos desestimulamos e vamos empurrando porque sabemos que vamos tirar de letra.

O grande sabotador é o conceito que VOCÊ faz de SI mesmo. O ideal é quando o desafio, as competências e habilidades estão na medida certa e vão caminhando juntos. E se isso não acontecer, você deve buscar este equilíbrio e ser o protagonista da sua história e não dizer “Está duro demais, vamos deixar para ver se algo acontece, se uma luz ilumina o meu caminho…”.

Só tem duas maneiras de iluminar o caminho neste caso. Correr atrás de adquirir o conhecimento necessário ou se associar a quem tem a competência necessária. O que não tem jeito, ajeitado está! Temos que saber falar não para algumas coisas e reconhecer quando precisamos de ajuda.

Procrastinar me remete a música do Zeca Pagodinho – Deixa a vida me levar, vida leva eu. 

Sabemos pela neurociência que temos duas maneiras de aprender: pela repetição e pela emoção. Portanto a música tem um alto valor de aprendizagem. Cuidado com o que canta!

Imagine só se Pablo Neruda fosse compositor, poderíamos estar cantando “Você é livre para fazer suas escolhas, mas é prisioneiro das consequências”.

Minha vó me ensinou a “cantar” Você colhe o que planta. Acho que a sua também. E essa é uma das principais premissas para ser um protagonista.

Na vida tudo tem um preço, não se esqueça disso!

O protagonista paga o preço, o procrastinador acho que fica pechinchando.

Portanto para sair da procrastinação precisamos primeiramente traçar metas alcançáveis, planejar e agir. Mas o mais importante em qualquer área em que vá se desenvolver um trabalho é a persistência! Nem todo dia será bom, mas qual será seu plano de ação para que o próximo dia seja diferente, melhor do que esse? Será que é mais caro errar e corrigir rapidamente do que não fazer nada e se manter fora do jogo por muito tempo? Para mim procrastinar é um erro em stand-by. Um erro longo.

Se você não tem sua própria estratégia, provavelmente está sendo parte da estratégia de alguém.

Tem um dito que se fala no meio do pessoal de TI que é “Se você não tem vergonha da primeira versão de seu produto, você demorou demais para lançar”. Como dizia Peter Druker: a melhor maneira de prever o futuro é CRIÁ-LO.

Para mim, a maior dificuldade que o procrastinador tem é a falta de auto disciplina, e isto para mim é fatal. “Nossa Leila quanto drama”. Falo seríssimo sobre, estudei muito para tirar tais conclusões, tenho até um livro sobre. O livro se chama Confiança: a chave para o sucesso pessoal e empresarial escrito por mim e pelo Prof. Jose Maria Gasalla.

Ou seja, a falta de auto disciplina mina a sua autoconfiança, e uma pessoa sem auto confiança não escolhe, não empreende, não conquista, não protagoniza. Que difícil conviver com quem não confia em si, imagina quando este alguém é você mesmo!

Se você quer trabalhar mais a sua auto confiança pode ler este meu artigo recente: Automotivação e Autoconfiança: Valores que garantem um bom desempenho para a retomada!

Por isso não se deixe abalar pelas dificuldades que surgem nessa realidade onde não conhecemos todas as variáveis e que está em constante TRANSFORMAÇÃO.

Assuma o papel de personagem principal, faça suas escolhas, erre rápido e aprenda sempre!

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado