4 estilos de liderança para inovar no desenvolvimento de sua organização

Especialistas mostram como desenvolver seu estilo de liderança

Da Redação

Inovar ou se renovar pode ser considerado um hábito que leva a uma vida melhor para as pessoas, para as organizações e para o mundo. Mas o que fazer para adquirir esse hábito? As ideias e os insights apresentados no livro Liderança e cultura organizacional para inovação (Saraiva Uni | 240 pp. | R$ 69,00), dos professores João Brillo e Jaap Boonstra abordam questões e reflexões sobre liderança e desenvolvimento cultural nas organizações. Confira abaixo quatro estilos de liderança para inovação.

  • Liderança empreendedora

Os líderes empreendedores querem começar algo novo, algo em que acreditem. Eles procuram pessoas que se encaixem em seus sonhos e que estejam dispostas a participar e apoiar suas iniciativas; são os fundadores do negócio e criam a cultura organizacional com base em seus valores e sua orientação. São capazes de desenvolver inovações radicais, que podem ameaçar as empresas concorrentes. Costumam ficar tensos quando a organização é bem-sucedida e começa a crescer. Nessa fase, há necessidade de adaptação e coordenação, de outro estilo de liderança.

  • Liderança transformacional

Os líderes transformacionais têm uma compreensão profunda dos valores fundamentais da sociedade e das necessidades sociais e emocionais das pessoas no entorno da organização. Eles são capazes de ver conexões entre as diferentes correntes da cultura organizacional, entender eventuais rupturas nos padrões de trabalho e analisar seus sintomas no sentido de identificar oportunidades de transformações fundamentais na empresa. Eles são inspiradores, hábeis no gerenciamento de conflitos e realizam as transformações na cultura da empresa.

  • Liderança carismática

Líderes que conduzem processos de desenvolvimento cultural para a inovação nas empresas devem compartilhar interpretações e convidar os funcionários para compartilhar sua visão de futuro. Agindo dessa forma, abrem espaço para o diálogo e dão sentido à visão de futuro. Geralmente, por meio de interações com os funcionários, formam a cultura organizacional. Eles também costumam ser bons contadores de histórias e, por meio desse recurso, inspiram os funcionários.

  • Liderança participativa

Líderes participativos costumam saber bem o que é importante dentro e fora da organização. Eles conhecem o ambiente de negócio, têm consciência social e são autoconscientes. Têm sensibilidade em relação ao que está acontecendo no ambiente de negócio e são hábeis em enxergar oportunidades. Eles também sabem o que está acontecendo na organização e deixam que os funcionários exerçam o autocontrole.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado