50 anos de um ícone

Bracelete icônico da Cartier completa meio século de sucesso

Gabriel Moura

Imagine criar uma  joia e ela fazer tanto sucesso a ponto de ficar em “cartaz” nas vitrines por 50 anos? A Cartier conseguiu esse feito épico. O bracelete Cartier Love está completando meio século e continua sendo tão desejado como na época em que foi lançado. A peça é considerada um dos itens de luxo mais procurados do mundo. De acordo com o Google Trends, nos últimos cinco anos, o termo “pulseira Cartier Love “é um dos termos mais buscados sobre joalheria.

O segredo para todo esse sucesso está no design atemporal da peça e nas lendas que envolvem a sua concepção. Quando originalmente concebido em 1969, pensava-se que tivesse sido inspirado no cinturão de castidade. Até hoje, para abrir e fechar, a joia precisa usar uma chave especial. Segundo declaração de um executivo da grife, as pessoas desejam símbolos de amor que pareçam permanentes ou, pelo menos, exigem um truque para serem removidos.

Outro fato que explica esse fenômeno é a Cartier  ter conseguido manter o bracelete relevante para novos públicos. Celebridades, jovens e mulheres não tão jovens assim são vistas frequentemente usando uma pilha dessas pulseiras.

No Pinterest também há muitos perfis que exibem imagens de fashionistas usando o produto. Tudo isso gera uma grande onda que torna os braceletes sempre desejáveis. Serão eles eternos como os diamantes?

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado