A história da mineração brasileira em exposição de Sebastião Salgado

Mostra em São Paulo apresenta fotografias inéditas e revela parte da história do garimpo

Gabriel Moura

O salão do quinto andar da unidade Av. Paulista do SESC São Paulo recebe visitantes para a exposição GoldMina de Serra Pelada que reúne dezenas de fotografias de Sebastião Salgado feitas na maior mina de ouro da história brasileira nos anos 1980. A exposição é gratuita de 10h as 21h30 (terça a sábado) e das 10h às 18h30 (domingos e feriados). A mostra vai até o dia 3 de novembro.

São 56 fotografias, parte delas inédita, feitas por Sebastião Salgado na década de 1980 no garimpo de Serra Pelada, no sul do Pará. A região, o El Dorado brasileiro, sofreu uma intensa corrida pelo ouro à época, quando recebeu dezenas de milhares de homens que transformaram uma serra de morros em uma enorme cratera.

Toda a história do garimpo é registrada nas fotos, que mostram cenas impressionantes das filas de homens escalando as paredes, remetendo a um formigueiro humano em busca do sonho dourado. As fotos são em preto e branco, o que dá um ar mais dramático para essa parte da história brasileira dentro do mercado da exploração mineral do ouro.

“O ouro é um amante imprevisível”, disse Sebastião Salgado sobre a relação entre o ser humano e esse metal. Muitos garimpeiros deixaram Serra Pelada ricos enquanto outros nunca conseguiram nada além da viagem pelo sonho dourado.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado