Como o neuromarketing pode ajudar as pequenas empresas

4 dicas de como usar no seu negócio

Scrum foto criado por freepik – br.freepik.com

Com a chegada dos canais digitais, os investimentos em marketing ficaram bem mais democráticos, porém nem sempre foi assim. Por muitos e muitos anos, grandes quantias foram gastas com experimentações e intuitividade publicitária, visando desvendar o mistério dos gatilhos de compras.
Fruto de todo esse esforço é o neuromarketing que hoje pode ser usado por empresas de qualquer porte, inclusive pelas pequenas que têm orçamentos reduzidos de marketing.

Neuromarketing

Segundo o Instituto Brasileiro de Neuromarketing e Neuroeconomia (IBN), o neuromarketing é o resultado da aprendizagem de marketing e conceitos de neurociência. Essa estratégia envolve o uso de tecnologia, como imagens e escaneamento cerebral. Por meio da observação da atividade cerebral, o neuromarketing determina as respostas ideais, como por exemplo, qual embalagem dará mais resultado?

Grandes empresas investiram milhões em valores financeiros para conseguir um resultado mais objetivo e isso foi possível graças ao uso de tecnologia de leitura do cérebro e análise de estímulos físicos como dilatação da pupila ou estímulo gustativo.

O resultado destas ações gerou uma trilha de conhecimento, com estratégias comprovadas pela eficácia de sua aplicação. Desta forma, o IBN listou algumas dicas de como usá-las nas empresas:

1. Use rostos de pessoas

Isso torna sua marca mais alcançável, relacionável, autêntica e acessível aos seus consumidores.

2. Apenas o rosto não basta

Certifique-se de direcionar o rosto do seu anúncio para ver o que você gostaria que o espectador focalizasse.

3. Pressione os botões de dor

Os clientes prestam mais atenção às coisas que podem prejudicá-los do que aquelas que lhes trariam prazer quando se trata de decisões de compra.

4. Ganhe confiança com os clientes demonstrando confiança

Seus clientes precisam saber que você confia neles. Ofereça um teste com poucas restrições. Estabeleça crédito sem formulários longos. Forneça informações claras e confiáveis.

Apesar das valiosas contribuições que os conhecimentos combinados de marketing e neurociência podem dar à sua empresa, o Instituto faz um alerta: “Empreender é um desafio, portanto, antes de aplicar as técnicas de neuromarketing, certifique-se de que as coisas básicas como o atendimento ao cliente ou o engajamento da sua equipe estão correspondendo às suas necessidades estratégicas de crescimento do negócio”.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado