Conheça as expectativas para o varejo nos próximos anos

De acordo com um estudo, tecnologias facilitarão a vira de consumidores e varejistas 

Por Renato Rinco

O futuro do varejo será mais fácil. É o que prevê o estudo realizado pela McKinsey, que aferiu que aplicativos irão tornar a nossa vida e o comércio via internet numa experiência muito mais descomplicada nos próximos anos. A IoT, internet das coisas, deverá ter um impacto potencial no valor de varejo entre US$ 410 bilhões e US$ 1,2 trilhão.

Shopping centers e demais lojas deverão investir em experiências imersivas para seus clientes, como sensores de prateleiras, QR Codes , lojas online vinculadas a lojas físicas e demais facilidades que acabarão com as filas e espera dentro das lojas. Os caixas irá deixar de existir, os consumidores simplesmente irão entrar nas lojas, pegarão a mercadoria que já terão escolhido na loja online e automaticamente haverá débito em sua conta bancária. Além disso, aplicativos de mapeamento de corpo já terão todas as suas medidas e o produto do seu tamanho já estará te esperando.

Mas a maior mudança será na gerência da cadeia de suprimentos; a inteligência artificial será responsável por fazer balanço de estoques, previsão de demanda, gerenciamento de transporte, entre outras atividades, que serão feitas com maior precisão e em menos tempo. Algumas empresas, como a Amazon e a startup v7labs já possuem algumas dessas funcionalidades previstas para o futuro.

Previsões como essas prometem um futuro em que o tempo será cada vez mais poupado e a inteligência artificial será substituída pela humana. O varejo terá que se reinventar e os maiores varejistas do mundo precisarão investir em experiências prazerosas em suas lojas físicas para não ficarem para trás.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado