Dicas para obter melhor performance no Stories

CEO da Squid revela qual é a melhor maneira das marcas utilizarem a ferramenta

Por Erica Mendes

Em julho, a Squid, empresa especializada em marketing de influência, analisou uma amostra de dois milhões de Stories e constatou, por exemplo, que influenciadores entre 5 mil e 30 mil seguidores alcançam 14% a mais de engajamento do que o influenciador que tem mais de 100 mil usuários.

Além de revelar as descobertas, a CEO da empresa, Isabela Ventura, deu dicas de como obter melhor performance com esse formato de postagem quando o objetivo não for investir em anúncios.

1.    O melhor horário para a postagem é às 23h

“O horário em que as pessoas mais assistem stories é às 23h. Este é a hora do dia em que há mais impressões em quase todos os dias da semana, especialmente às sextas”, disse Isabela.

Ainda de acordo com o estudo, há um maior volume de postagens nas segundas e terças no período da noite (entre 18h e 21h). A terça-feira ganha como o dia que mais tem postagens nos stories, seguida de perto pela segunda-feira. Portanto, programe os seus posts para à noite.

2.    Invista em vídeos e recursos de áudio

“O estudo que fizemos mostrou que 74% dos stories publicados são vídeos, que é um formato de conteúdo que privilegia o uso de som. Os stories em vídeo tem uma taxa de tap foward (passar para o próximo) menor do que as imagens. Isso mostra que a audiência assiste o conteúdo até o final e o áudio é uma boa ferramenta para engajar esse público”, explica a CEO.

Além disso, Isabela pontuou que as melhores performances acontecem até duas horas após a publicação. “Quando o público assiste a mais de três conteúdo de uma mesma sequência, ele tende a permanecer assistindo até o último. Por isso, crie recursos que engajem a audiência logo no início das publicações”, afirmou.

3.    Menos é mais

É claro que a quantidade de posts depende do perfil do público e de como ele reage às publicações, “mas, o nosso estudo mostrou que o engajamento cai 30% depois do 4º stories. Apesar da taxa de engajamento cair, a taxa de taps forward (seguir para o próximo) se mantém praticamente a mesma. Ou seja, as pessoas continuam assistindo ao story, mas não engajam tanto quanto nos primeiros”, explicou Isabela. Diante disto, se preocupe menos com a quantidade e mais com a qualidade do conteúdo para te um crescimento orgânico.

4.    As pessoas querem ser escutadas

Com suas opções de enquetes e perguntas, a ferramenta permite mobilizar os seguidores e isso faz com que eles aumentem sua sensação de pertencimento naquela comunidade. “Por isso, o Stories é um formato que deu tão certo: propicia a interação e o diálogo entre os influenciadores e o público de forma imediata”, enfatizou a CEO. Converse com seus seguidores: entenda o que eles pensam, almejam e consomem. É uma forma rápida e barata de conhecê-los e, de consequentemente, de ter insights de como se manter relevante para eles.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado