Estratégias vencedoras de e-mail marketing para e-commerces

Não subestime o poder das campanhas de e-mail

Guilherme Lippert

Photo by Stephen Phillips on Unsplash

O e-mail marketing surgiu na década de 1970, quando Gary Thuerk, gerente de marketing da Digital Equipment Corp, enviou 400 e-mails com ofertas dos computadores da companhia, o que resultou em US$13 milhões em vendas.

Mas foi apenas nos anos 90 que a estratégia de e-mail marketing ganhou apelo. Ainda assim, 50 anos depois muitos profissionais têm dúvidas sobre a melhor forma de executar a estratégia.

Antes de mais nada, é importante que você tenha uma base de clientes cadastrados, mas se ainda não possui, existem algumas formas de iniciar como oferecer cupons de desconto a partir de pop-ups no site da loja – que o cliente precisa obrigatoriamente fornecer o endereço de e-mail -, anúncios ou concursos.

O envio de brindes é outro método de conseguir uma base de clientes que já efetuaram uma compra.

Por exemplo, oferecer um fone de ouvido, no mês do Dia das Mães ou em outra data sazonal, a cada celular de determinada marca comprado naquele período, e que posteriormente o cliente terá que se cadastrar através do site para receber o brinde na sua residência.

 

Mãos na massa

No momento do primeiro contato, a campanha que traz mais retorno é o e-mail de boas vindas, com um cupom de desconto: cerca de 42% dos consumidores costumam abrir esse tipo de conteúdo, segundo um levantamento realizado pela empresa norte-americana Return Path.

Campanhas de e-mail marketing em datas sazonais – como já citei acima – funcionam não apenas para atrair clientes, como também para fidelizá-los. É importante estar atento como seus produtos se complementam com certas datas.

Por exemplo, em época de férias, as empresas devem focar em produtos específicos que conciliam com a necessidade e o tempo livre do consumidor.

Mercadorias como malas e bolsas são ótimos produtos para trabalhar em um período que aumenta o número de viagens. Outra opção é usar o segmento de entretenimento, como livros e filmes.

Descontos para carrinhos abandonados sempre convergem na conclusão da venda. Segundo pesquisa realizada pela SeeWhy e pelo Baymard Institute, cerca de 81% dos carrinhos são abandonados, e 46% dos clientes que voltam a partir de um e-mail marketing finalizam a compra após receberem descontos.

E o desconto não precisa ser necessariamente no produto. A longa extensão do território brasileiro encarece, e muito, o valor final da mercadoria por conta do frete.

Por isso, reduzir o valor ou até oferecer o envio gratuito pode ser uma ótima opção. O levantamento da Forrester Research, revela que 73,8% dos entrevistados consideram que o alto valor do frete é o principal motivo para abandono dos carrinhos.

Outra opção é construir campanhas a partir de novos produtos que chegaram na sua loja. Plataformas de streaming costumam realizar esse tipo de campanha com eficiência, informando os principais filmes que chegaram naquele mês e convidando o usuário a conhecer a lista completa no aplicativo.

Além disso, é importante que você segmente seu público para encaminhar o e-mail marketing mais apropriado para ele. Por exemplo, se você for fazer aquisição de pessoas, poderá oferecer produtos de entrada, mais baratos.

Agora, se for destacar para os usuários que já compraram do seu estabelecimento, poderá oferecer produtos de ticket médio maior, que chamamos de upselling.

O fato é que o e-mail marketing não é uma ferramenta de disparo, é preciso ter estratégia, filtrar as campanhas, nichar o público alvo para cada uma delas e ser criativo.

Afinal, ninguém gosta de ser bombardeado de e-mails padronizados e sem relevância. Aproveite esse tipo de estratégia para conhecer, se aproximar e fidelizar seu público – você irá notar o impacto nas vendas da sua loja online.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado