Granada: a gema do mês de janeiro

Pouco difundida, a granada representa um grupo de minerais com uma característica comum

Por Erica Mendes

A granada é a representante do primeiro mês do calendário juliano. Seu nome deriva do latim granatumou romã devido à semelhança dos grãos desta fruta com os cristais arredondados e vermelhos da granada piropo. Ela já foi chamada na Antiguidade de carbúnculo (pequeno carvão) para se referir à granada da espécie almandina pela semelhança de cor, de alguns exemplares, com um carvão em brasa. Segundo o Gemological Institute of America (GIA), carbúnculo também foi pensado para ser uma das quatro pedras preciosas dadas ao rei Salomão por Deus.

Da classe mineral dos silicatos, a granada designa um grupo com mais de vinte espécies minerais de idêntica cristalização (mas de composição química variada), sendo que cada uma delas tem denominação própria. As mais importantes comercialmente para o setor joalheiro são almandina, andradita, espessartita, grossulária (mais conhecida como tsavorita), hidrogrossulária, piropo, rodolita e malaia.

A granada pode ter gemas de quase todas as cores, sendo as vermelhas as mais comuns e as incolores as mais raras. Seus tons rubros vão desde o framboesa ao vermelho sangue; os de verde são equivalentes aos da esmerada; existem, ainda, granadas em tonalidades de amarelo, laranja e castanho.

A granada vermelha, que é a mais abundante, é encontrada em rochas metamórficas (que são rochas alteradas pelo calor e pela pressão) em todos os continentes. Já a granada verde tsavorita também ocorre em rochas metamórficas, porém é mais rara porque necessita de químicas de rochas incomuns e condições especiais para se formar.

A dureza das granadas encontra-se no intervalo de 6,5 a 7,5 e o brilho varia entre vítreo e resinoso. Elas também podem ser transparentes ou opacas, conforme a presença ou ausência de inclusões.

Destaque na tabela de bodas

Considerando as diferentes gemas que compõem o grupo das granadas, a gema do mês de janeiro aparece três vezes na nova tabela de bodas, cada uma delas em uma cor diferente: a almandina (vermelha) representa o aniversário de 11 anos de casamento; a rodolita (arroxeada) marca o de 32 anos e a espessartita (amarela) é a gema dos 42 anos de matrimônio

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado