Joia permanente

Joalheria cria peças que são soldadas direto no corpo do cliente

Por Débora Rodrigues

A Catbird, joalheria que tem se destacado como precursora de tendências mundiais – incluindo anéis empilháveis, vários brincos e colares de ouro em camadas – lançou outra ideia que tem conquistado os clientes e deve chegar em territórios nacionais em pouco tempo: joias permanentes.

A joia que você não vai querer tirar – porque não pode, é uma pulseira de ouro 14k, soldada diretamente no pulso. As correntes são de tamanho personalizado. “Nossa abordagem de joalheria sempre foi a de que ela deve ser descomplicada – ela pode ser usada a qualquer momento da vida”, diz a gerente de Marketing da marca, Sriya Karumanchi. “As pessoas que escolhem esse nível de permanência com nossas peças falam sobre como conseguimos isso, e também sobre o valor dos materiais finos”.

Antes de lançar a proposta, a empresa testou o conceito com os clientes em um evento. Sriya diz que foi um sucesso instantâneo. Logo depois, a oficina da loja adquiriu um conjunto de soldadores de arco, o que tornou a soldagem da corrente sem peso um processo mais fácil e preciso. “Cada corrente é dimensionada para se encaixar perfeitamente, então você rapidamente esquece que está usando”, dizem os proprietários da Catbird, Rony Vardi e Leigh Plessner.

O fascínio do visual é semelhante ao da maioria das joias chiques e delicadas da marca. “É descomplicado e precioso o suficiente para estar sempre com você”, diz Karumanchi. Além da Catbird, as únicas marcas que oferecem “joias permanentes” são L’Essenziale em Paris, onde você pode obter pulseiras de correntes soldadas com pequenos amuletos, e Hannah Keefe, de Los Angeles, que produz pulseiras diretamente soldadas no pulso. Há, ainda, a famosa pulseira Love da Cartier, que requer uma chave de fenda para fechar e tem um preço muito mais alto.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado