Marcas de joias devem diferenciar o conteúdo no Instagram para aumentar o engajamento

Relatório aponta que close-ups da mão de um modelo, gera engajamento maior do que fotos de flat lays dos produtos

Débora Rodrigues

Um relatório da Gartner L2 intitulado “Relógios e joias que otimizam o conteúdo de mídias sociais – como se destacar em canais de mídia social saturados”, analisou o uso de flat lays e fotos de close-ups de modelo em posts do Instagram que juntos respondem por 95% das postagens analisadas.

O relatório do Gartner L2, uma consultoria global que ajuda marcas a trabalhar em plataformas digitais, diz que as marcas tendem a oferecer produtos em várias subcategorias e que por isso trabalhar com posts diferenciados é algo vital. Os canais de mídia social são cada vez mais importantes para que as marcas de relógios e joias cheguem aos consumidores durante as fases de descoberta e pesquisa de produtos da jornada de compra. No entanto, o aumento da concorrência tornou mais difícil do que nunca.

Ele diz que um terço de todos os posts de marcas de joalheria analisadas eram imagens de anéis e que essas postagens geram maior engajamento em relação a outros tipos de produtos. Nas subcategorias de anel (noivado e normais), os clientes se envolvem mais com imagens de produtos exibidos em close-ups da mão de um modelo, com esses posts gerando um engajamento maior em comparação com fotos de flat lays dos produtos.

No entanto, apesar dessas postagens renderem melhores resultados, o relatório revelou que atualmente apenas um terço de todas as postagens dos anúncios das marcas avaliadas apresentavam tais imagens.

Uma das joalherias avaliadas no relatório da Gartner L2 foi a Pomellato, que adotou esse tipo de imagem: 38% das postagens da marca apresentam produtos exibidos em close-up – resultando no principal engajamento da marca na categoria de anéis que não são de noiva em 2018.

Em outras subcategorias de joias, os flat lays de produtos superam outros tipos de imagem, com um aumento de 12% de reações em relação aos closes de braceletes. Pulseiras impulsionam o segundo maior engajamento geral, mas as marcas postam sobre pulseiras 64% menos frequentemente do que os anéis.

Isso proporciona às marcas uma oportunidade de se diferenciarem no Instagram, enquanto a concorrência esquenta cada vez mais no mercado de joias.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado