A importância do afeto em tempos de crise

Após o lançamento do emoji ‘força’ na rede social Facebook, o Instituto Brasileiro de Neuromarketing e Neuroeconomia comenta a importância da demonstração de afeto para a saúde mental

Por Erica Mendes

No último dia 28, o Facebook lançou um novo emoji em sua plataforma para expressar apoio e solidariedade aos amigos e familiares durante a pandemia da Covid-19. Batizado de ‘força’, o botão ganhou imediatamente a simpatia dos usuários da rede social. Segundo nota, a empresa menciona que nessa fase de recolhimento, milhões de pessoas ao redor do mundo estão relatando, cada vez mais, sentimentos de solidão e tristeza, decorrentes do isolamento social. ⠀

Diante da novidade, o Instituto Brasileiro de Neuromarketing e Neuroeconomia (IBN) comentou como esse suporte social pode contribuir com a nossa saúde psicológica. Segundo eles, isso ajuda a manter as pessoas sãs durante períodos de estresse, muitas vezes, conferindo força e afeto ao próximo para seguir e prosperar. “Psicólogos e estudiosos da área da saúde mental recomendam que todos se apoiem em amigos e familiares para lidar, de maneira fácil, com situações que fogem do controle”, divulgou o Instituto em suas redes sociais.

Sob essa ótica, ainda de acordo com o IBN, foi demonstrado que ao estarmos cercados por gente atenciosa e solidária nos ajuda a nos enxergarmos melhores, nos tornando mais capazes de lidar com o estresse que as circunstâncias rotineiras nos trazem. Além disso, ter forte apoio social em tempos de crise nos auxilia a reduzir as consequências de distúrbios induzidos por traumas. “Esse apoio de grupos tem uma influência normativa nos comportamentos, levando as pessoas a desenvolverem rotinas saudáveis e mais alegres. Por exemplo, se você já tentou abandonar um mal hábito, provavelmente está consciente de quão importante o apoio social pode ser, te auxiliando diretamente na conquista de seu objetivo final”.

É claro que para o Facebook, esse novo botão de reação é uma maneira de garantir que seus usuários permaneçam conectados na rede social em meio a pandemia com seus entes queridos, mas toda e qualquer demonstração de afeto que as empresas possam ter nesse momento em suas comunicações e interações (ainda que online) são muito bem-vindas.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado